Cirurgia bizarra fez com que australiano voltasse a enxergar perfeitamente após anos vendo vultos; entenda como é feito o implante de dente no olho

Cirurgia bizarra fez com que idoso tivesse visão recuperada após anos vendo vultos
Reprodução/60 minutes
Cirurgia bizarra fez com que idoso tivesse visão recuperada após anos vendo vultos

Uma cirurgia radical nunca antes realizada no Hemisfério Sul devolveu a visão a um australiano que já não podia enxergar há muitos anos. O paciente John Ings, de 72 anos, estava ansioso para poder ver sua esposa novamente depois de mais de uma década.

Leia também: Em briga de rua, mulher morde e arranca pedaço de orelha de vítima

Ings, que vive em Goulburn, na Austrália, perdeu a visão do olho direito em um acidente, quando era criança, e passou a enxergar cada vez menos pelo olho esquerdo ao longo dos últimos 16 anos por causa de um vírus.

Mas, a cirurgiã buco-maxilo-facial Shannon Webber e o oftalmologista Greg Moloney uniram esforços para realizar o procedimento. O estranho procedimento nunca tinha sido realizado na Austrália e poderia resultar na cegueira completa de Ings, que ainda era capaz de enxergar vultos pelo olho esquerdo.

Como funciona?

Na primeira etapa da cirurgia, um dente e um pedaço do osso maxilar de Ings foram retirados. Em seguida, foi implantada uma lente no tecido retirado e o conjunto foi costurado no interior da bochecha do paciente.

Leia também: Chinês sobrevive após ter cabeça perfurada por cabo de aço de 1,5 metros

Uma membrana mucosa foi costurada no olho do senhor, deixando-o completamente cego por três meses. Nesse tempo, o dente com a lente, que foi implantado na bochecha, criou seus próprios tecidos e foi irrigado por sangue.

Passados mais três meses, o dente foi retirado da bochecha e colocado no olho por baixo da membrana mucosa. Um buraco foi aberto no tecido para permitir a entrada de luz na lente,  fazendo com que o paciente voltasse a enxergar perfeitamente.

Até os médicos acharam o procedimento ousado quando souberam da ideia. “Parecia maluquice para nós também quando ouvimos falar pela primeira vez”, disse Webber. “É uma ideia bizarra, mas que funciona”.

Leia também: Paciente toca violão e canta para médicos durante cirurgia no cérebro em Santos

Resultado

Quando finalmente pôde olhar para sua esposa pela primeira vez depois de tantos anos, Ings ficou emocionado e garantiu que valeu a pena o risco. “Voltar a ter boa visão valia o risco de perder o pouco que eu tinha”, disse.

John Ings agora pode enxergar perfeitamente por seu olho esquerdo e, mais do que nunca, percebe a sorte que tem. “Não costumamos valorizar a nossa visão. É preciso perdê-la para notar o quanto é importante”, concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.