Tamanho do texto

Procedimento é o mais indicado para ajudar na desobstrução das vias aéreas superiores por corpo estranho; veja o passo a passo e aprenda a desengasgar

Engasgo pode acontecer pela ingestão de alimentos mal mastigados ou pequenos objetos - mais comum em crianças
shutterstock
Engasgo pode acontecer pela ingestão de alimentos mal mastigados ou pequenos objetos - mais comum em crianças

Saber como agir corretamente em caso de engasgo pode ser fundamental para salvar a vida de alguém que está com as vias respiratórias obstruídas e dificuldade para respirar, seja por conta de um alimento, moeda, brinquedo, pedra ou qualquer outro objeto pequeno que tenha ficado entalado no local.

Leia também: Depois de "morrer" por três minutos, bebê é salvo por técnica de ressuscitação

Apesar de o engasgo ser uma situação delicada - já que, em casos mais graves, quando não há o socorro imediato, é possível que a pessoa seja asfixiada e até morra - há uma técnica capaz de atuar na desobstrução das vias aéreas superiores causadas por corpo estranho.

Conhecida como Manobra de Heimlich , ela é classificada como o melhor método pré-hospitalar para essa finalidade. O procedimento induz o paciente a uma tosse artificial, que expele corpo estranho e assim desobstrui a traqueia da vítima.

Porém, antes de aplicar a manobra em alguém é possível levar em conta algumas características. Veja abaixo o passo a passo de como fazer.

Bebês e crianças engasgados

Quando crianças de até um ano ficam engasgada, o ideal é realizar a manobra com o bebê de bruços, como mostra a imagem
shutterstock
Quando crianças de até um ano ficam engasgada, o ideal é realizar a manobra com o bebê de bruços, como mostra a imagem


  • Deite a criança sobre seu braço, de bruços;
  • A cabeça deve estar um pouco mais baixa que o tronco;
  • Observar se tem algum objeto na boca que possa ser retirado com as mãos;
  • Se não houver, deve-se incliná-la de costas, com a barriga sobre o braço, com o tronco mais baixo que as pernas, e dar cinco palmadas com a base da mão no meio das costas.
  • Se ainda assim não for suficiente, deve-se virar a criança de frente, ainda sobre o braço, e efetuar compressões com os dedos médio e anular sobre o tórax da criança, na região entre os mamilos.
  • Caso ainda não seja possível visualizar e retirar o objeto, as compressões devem continuar até a chegada do serviço de emergência.

Leia também: Nada de gelo ou pomada: saiba o que fazer em casos de queimadura

Pessoas acordadas

Ao realizar a técnica em adultos, é importante fazer a manobra com firmeza e rapidez
shutterstock
Ao realizar a técnica em adultos, é importante fazer a manobra com firmeza e rapidez


  • Posicionar-se por detrás da vítima, abraçar a vítima com apenas um braço;
  • Fechar a mão, com o punho fechado e o polegar por cima. Posicionar a mão na parte superior do abdômen, entre o umbigo e a caixa torácica;
  • Colocar a outra mão sobre o punho fechado bem firme;
  • Puxar com força as mãos para dentro, como um abraço apertado, e também puxar para cima. Caso essa região seja de difícil acesso, como pode acontecer em obesos ou gestantes nas últimas semanas, uma opção é localizar as mãos sobre o tórax;
  • Repetir a manobra por até cinco vezes seguidas, sempre observar se o objeto já foi expelido e se a vítima respira.

Em caso de pessoas desacordadas

  • Sentar-se de frente para a vítima, sobre sua bacia ou pernas;
  • Posicionar as mãos abertas, uma sobre a outra na região superior do abdômen, próxima ao tórax;
  • Fazer uma forte pressão e também fazer movimentos para cima, utilizando o peso do corpo;
  • Repetir quantas vezes forem necessárias.

Leia também: Saiba como agir em casos de corpos estranhos no organismo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.