14 alimentos que combatem o cansaço

Por Elioenai Paes

compartilhe

Tamanho do texto

Falta de disposição também é resultado de alimentação inadequada; nutrientes do complexo B e magnésio ajudam a melhorar o ânimo, explica especialista

Quem não se queixou ou não ouviu alguém próximo reclamar de cansaço? Pois é, a questão é unanimidade. Tanto que uma pesquisa apontou que 98% dos brasileiros se sentem cansados, sendo que 61% dessa população se sente muito cansada.

Culpa, em grande parte, do sedentarismo, mas ele não é o único vilão. A má alimentação também colabora nessa sensação de cansaço extremo. Quem come mal é muito mais propenso a sentir falta de disposição. 

Segundo a nutricionista Mariana Andrade, da Hapvida, alguns nutrientes contidos nos alimentos participam tanto da disposição física como da mental. “Logo, a chave para combater a indisposição é a variedade na dieta! Cada célula do nosso corpo precisa de mais de 45 nutrientes para que possa funcionar de maneira ótima. Assim, quanto mais variada a dieta, maior a chance de suprir a necessidade dos diversos nutrientes necessários”, explica.

Mariana explica que o bom funcionamento cerebral e muscular depende de uma utilização adequada de energia dentro da célula. Para isso, os alimentos do complexo B e o magnésio são fundamentais. “As vitaminas B1, B2 e B3 estão relacionadas de maneira mais direta na transformação da glicose dos alimentos para energia que faz as células funcionarem. Sendo assim, deficiência dessas três vitaminas podem causar uma sensação de indisposição, tanto física como mental”, explica. Já o magnésio tem ações importantes nas células musculares. “Ele melhora o relaxamento muscular, por exemplo, e também participa dos impulsos nervosos do cérebro”.

Veja alguns alimentos que contêm vitaminas do complexo B e magnésio e combatem o cansaço:

O arroz integral carrega nutrientes essenciais para combater o desânimo: vitaminas B1, B2, B3 e B6 ajudam a melhorar a disposição. Foto: Getty ImagesA quinoa é fonte de vitamina B1, B2, B3 e B6, que ajuda a glicose a se transformar em energia, além de atuar na função cerebral. Foto: Getty ImagesAveia também é rica em B1, B2, B3 e B6. Foto: Getty ImagesA vitamina B12 atua na função cerebral, participando da formação de neurotransmissores. Ela pode ser encontrada na gema do ovo, por exemplo. Foto: Getty ImagesPara quem é vegano, as algas são alternativas para se consumir vitamina B12. Foto: Getty ImagesGergelim é fonte de magnésio, que, além de ser importante para gerar energia para todas as células, atua nas células musculares. Foto: Getty ImagesFrutas como a banana também são fontes de magnésio. Foto: Getty ImagesA chia também é fonte de magnésio, que melhora também o relaxamento dos músculos. Foto: Getty ImagesLinhaça também é uma opção quando se procura magnésio. Foto: Getty ImagesO abacate, por exemplo, além de conter gorduras boas, é uma opção para ingerir magnésio naturalmente pela dieta. Foto: Getty ImagesVegetais verde escuros, como a couve, são ricas em vitamina B9 (ácido fólico), que atua na função cerebral e na formação dos neurotransmissores. Foto: Getty ImagesBrócolis também é rico em vitamina B9. Foto: Thinkstock/Getty ImagesAs ervilhas também contêm vitamina B9. Foto: Getty ImagesFeijão: fonte de vitamina B9. Foto: Thinkstock/Getty Images

Leia mais notícias de saúde, alimentação e bem estar

Leia tudo sobre: alimentação e bem estarcansaçoalimentos

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas