Vença a prisão de ventre comendo!

Por Andréia Meneguete, especial para o iG São Paulo

compartilhe

Tamanho do texto

Conheça dez alimentos que ajudam o intestino a funcionar como um relógio

Falta de disposição, queda de cabelos, unhas quebradiças, espinhas, gases e mau humor são os principais sintomas da constipação intestinal – um problema que não gera apenas desconforto momentâneo, mas pode afetar, e muito, a saúde do corpo.

Prisão de ventre: em 57% das brasileiras, ela prejudica até a vida sexual, concluiu estudo
Getty Images
Prisão de ventre: em 57% das brasileiras, ela prejudica até a vida sexual, concluiu estudo

Para a nutricionista paranaense Stefania Valenta da Silva, a explicação para os efeitos negativos fica por conta da incapacidade do organismo de absorver os nutrientes que são necessários para as demais funções de outros órgãos e de eliminar o que não serve mais.

“Somente uma alimentação equilibrada, rica em fibras e à base de muita água pode estimular de forma natural o funcionamento do intestino”, destaca a profissional.

Para reorganizar os ponteiros do relógio do intestino e evitar sofrimentos na hora de ir ao banheiro, o iG Saúde foi atrás de dez alimentos que podem ajudar. Confira!

Iogurte: contém os famosos lactobacilos, responsáveis por estimular a proliferação de bactérias benignas ao intestino, mantendo seus ritmos e funções. Foto: Getty ImagesLentilha: rica em fibras solúveis, combate a constipação e alivia irritações intestinais. A alta quantidade de fibras também auxilia no controle do colesterol ruim. Foto: Getty ImagesSoja: é determinante no combate da prisão de ventre por ser fonte de glutamina, um aminoácido reparador do epitélio intestinal. Foto: Getty ImagesAveia: contém alto teor de um tipo de fibra solúvel, que, em contato com a água, transforma-se em uma goma capaz de facilitar o trânsito intestinal . Foto: Getty ImagesAbobrinha: ideal para ser consumida crua, é rica em vitaminas e fibras, que ajudam no trânsito intestinal. Foto: Getty ImagesCouve: além de combater a prisão de ventre, é rica em ferro e substâncias desintoxicantes, ela combate a anemia e ajuda a aumentar a imunidade. Foto: Getty ImagesAgrião: oferece boa quantidade de potássio e cálcio, que ajudam na manutenção dos ossos e do sangue. Auxilia no trânsito intestinal. Foto: Getty ImagesRúcula: rica em cálcio, ela, por conter fibras, ajuda a combater a prisão de ventre. Foto: Getty ImagesAlface: rica em fibras, ajuda no trânsito intestinal. Foto: Agência BrasilCafé: estimula a movimentação do bolo fecal, mas, se for excessivo, causa o efeito contrário: o intestino fica preguiçoso sem a bebida. Foto: Getty ImagesAbóbora: ajuda no equilíbrio da flora intestinal se consumida, no mínimo, três vezes na semana. Foto: Getty ImagesLinhaça: a ingestão do grão facilita a redução de absorção de gorduras e aumenta o bolo fecal. Foto: Getty ImagesAmeixa: a ameixa seca tem efeito laxativo natural e, por conter um alto teor de fibras insolúveis, é capaz de absorver mais água do organismo e acelerar o trânsito intestinal. Foto: Getty ImagesMamão formosa: contém papaína, uma enzima que facilita a digestão e protege o estômago. Foto: Getty Images

Mamão

Ele sempre esteve na lista de indicações da vovó como um dos principais alimentos para combater a prisão de ventre. É rico em fibras, sais minerais e tem alto teor de betacaroteno, um antioxidante responsável pela obtenção indireta da vitamina A. Além de dar aquela força para a saúde do intestino, o mamão tem propriedades calmantes e atua como ótimo amigo daqueles que têm um estômago sensível.

Mamão formosa: contém papaína, uma enzima que facilita a digestão e protege o estômago
Getty Images
Mamão formosa: contém papaína, uma enzima que facilita a digestão e protege o estômago

“É aconselhável ingerir mamão diariamente, pela manhã”, indica a nutricionista funcional Andrezza Botelho, de São Paulo.

Ameixa
De acordo com o médico cardiologista Edmar Santos, a ameixa seca tem efeito laxativo natural e, por conter um alto teor de fibras insolúveis, é capaz de absorver mais água do organismo e acelerar o trânsito intestinal.

Rica em fibras, a ameixa é aliada na luta contra a prisão de ventre
Getty Images
Rica em fibras, a ameixa é aliada na luta contra a prisão de ventre

O resultado só será positivo se houver uma grande ingestão diária de água.
“Para quem sofre de prisão de ventre é necessário cerca de cinco unidades de ameixas secas por dia”, aconselha o profissional.

Linhaça
Nos últimos anos, ela se tornou um alimento indispensável no cardápio de quem deseja perder peso. Principalmente porque auxilia no funcionamento do intestino. Rica em fibras solúveis e insolúveis, a linhaça aumenta o volume do bolo fecal, aumentando o trânsito intestinal e ainda contribuindo para a limpeza eficaz da região.

Funcional, a linhaça é rica em fibras, ajuda a aumentar a quantidade de fezes, favorecendo o trânsito intestinal
Thinkstock/Getty Images
Funcional, a linhaça é rica em fibras, ajuda a aumentar a quantidade de fezes, favorecendo o trânsito intestinal

“A linhaça ajuda a combater a prisão de ventre e diminui o risco de hemorróidas e diverticulite, que é a inflamação da parede do intestino”, ressalta o nutrólogo Euclésio Bragança.

Sugestão: consumir uma colher de sementes de linhaça trituradas acompanhadas com leite ou iogurte uma vez ao dia, de preferência no café da manhã ou na ceia.

Leia também: Alimentos que incham a barriga

Abóbora
Além de ser um bom alimento para diminuir a vontade por guloseimas, já que tem sabor levemente adocicado, a abóbora pode ser uma aliada na hora de colocar o intestino para funcionar.

A fruta – que tem alto teor de fibras, zinco, potássio e ferro – ajuda no equilíbrio da flora intestinal se consumida, no mínimo, três vezes na semana.

Dica: consuma a abóbora na salada, com arroz ou como acompanhamento na hora de preparar a carne de sua preferência.
Getty Images
Dica: consuma a abóbora na salada, com arroz ou como acompanhamento na hora de preparar a carne de sua preferência.

Café

Se engana quem acha que ele só serve como aditivo milagroso para manter o corpo acordado e disposto por mais tempo. As propriedades químicas da bebida também são capazes de estimular a movimentação do bolo fecal.

O café estimula os movimentos peristálticos
Thinkstock/Getty Images
O café estimula os movimentos peristálticos

Entretanto, há ressalvas: “Não conte com o café constantemente como laxante, pois em algumas pessoas ele vicia. Com isso, os nervos do cólon podem ficar cada vez mais tolerantes ao efeito estimulante da bebida, o que deixa o intestino mais preguiçoso”, adverte a nutricionista funcional Andrezza Botelho. A dose certa e saudável de café é uma xícara logo pela manhã, diariamente.

Legumes e verduras
A ordem para esta categoria de alimentos é consumi-los sempre crus nas principais refeições do dia. Desta forma, é possível manter as propriedades benéficas, como as vitaminas e o alto teor de fibras.

Mais uma vez as fibras atuam para melhorar a prisão de ventre
Getty Images
Mais uma vez as fibras atuam para melhorar a prisão de ventre

Alface, rúcula, agrião, couve e abobrinha têm o poder de aumentar o trânsito intestinal, sendo facilitadores da evacuação. Lembre-se: a ingestão de água é determinante no processo de reabilitação do intestino, pois o líquido une-se ao bolo fecal e é eliminado com mais facilidade.

Leia também: Prisão de ventre pode ser sintoma de diabetes e alteração da tireoide

Aveia
De acordo com o nutrólogo Euclésio Bragança, a aveia é rica em proteínas, vitaminas e sais minerais. Mas seu destaque é mesmo ter alto teor de um tipo de fibra solúvel, que, em contato com a água, transforma-se em uma goma capaz de facilitar o trânsito intestinal e impedir absorção de gorduras pelo organismo. A atuação da aveia também é ótima para quem tem problemas de colesterol.

Além de combater a prisão de ventre (mas não se esqueça de tomar água sempre), a aveia é fonte de fibras solúveis, ajuda a regular os níveis de colesterol e açúcar no sangue e reduz o risco de câncer de cólon ao auxiliar no trânsito intestinal
Getty Images
Além de combater a prisão de ventre (mas não se esqueça de tomar água sempre), a aveia é fonte de fibras solúveis, ajuda a regular os níveis de colesterol e açúcar no sangue e reduz o risco de câncer de cólon ao auxiliar no trânsito intestinal

Soja
Ela está entre os alimentos funcionais mais consumidos pelos brasileiros na última década. Tudo por causa dos benefícios mais do que comprovados à saúde. Rica em proteínas, vitaminas e minerais, a soja, segundo o médico ortomolecular Edmar Santos, é determinante no combate da prisão de ventre por ser fonte de glutamina, um aminoácido reparador do epitélio intestinal. O alimento também reduz o nível de glicose no sangue se transformando num aliado para quem tem diabetes.

Lentilha
De acordo com a nutricionista Joyce Rebouças Passos Mourão, do Hospital Oswaldo Cruz, de São Paulo, a lentilha contém fibras, proteína, zinco, fósforo, vitaminas do complexo B, magnésio, potássio e enxofre. A ingestão do grão facilita a redução de absorção de gorduras e aumenta o bolo fecal.

Leguminosa do bem e cheia de vitaminas, esse grão aumenta o bolo fecal
Getty Images
Leguminosa do bem e cheia de vitaminas, esse grão aumenta o bolo fecal

“Substitua pelo feijão na hora do almoço ou do jantar, preferencialmente, três vezes na semana”, indica a especialista.

Iogurte
O iogurte serve como agente de manutenção da saúde da flora intestinal. O produto é eficiente por conter em sua composição os famosos lactobacilos, responsáveis por estimular a proliferação de bactérias benignas ao intestino, mantendo seus ritmos e funções em ordem.

Lactobacilos amigos da flora intestinal ajudam a prevenir a prisão de ventre
Getty Images
Lactobacilos amigos da flora intestinal ajudam a prevenir a prisão de ventre

Por ser prático, o alimento pode ser consumido nos intervalos das refeições como um lanche rápido e saudável. Cabe, neste caso, potencializar o efeito do iogurte adicionando uma colher de semente de linhaça.

Leia mais notícias de saúde

Leia tudo sobre: saúdealimentaçãodietasprisão de ventre

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas