Alimentação

enhanced by Google
 

Mastigar mais vezes ajuda a emagrecer

Pequeno estudo mostrou que mastigar 40 vezes antes de engolir a comida reduziu em 12% o consumo de calorias

Reuters Health* | 01/08/2011 11:45

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Foto: Getty Images Ampliar

Comida: mastigar mais os alimentos ajuda a reduzir o consumo de calorias

Um novo estudo descobriu que as pessoas que mastigam mais os alimentos consomem menos calorias, o que pode ajudar no controle do peso.

Mastigar os alimentos 40 vezes, em vez da média de 15 vezes, fez com que participantes de um estudo comessem 12% menos calorias, de acordo com resultados publicados no American Journal of Clinical Nutrition.

Veja o infográfico: Você é o que você come

Jie Li e colegas da Universidade Médica Harbin, na China, deram um típico café da manhã a 14 jovens obesos e 16 jovens com peso normal para ver se existiam diferenças na forma como eles mastigavam a comida. Os pesquisadores também buscaram saber se mastigar mais levaria os sujeitos a comerem menos, se afetaria os níveis de açúcar no sangue ou as quantidades de certos hormônios que regulam o apetite.

Pesquisas anteriores já haviam explorado a ligação entre obesidade e mastigação, com resultados diferentes. Vários estudos concluíram que comer rápido e mastigar menos estão associados à obesidade, enquanto outros não encontraram essa relação.

Leia: Como incluir alimentos inibidores do apetite na sua dieta

No estudo atual, a equipe descobriu uma ligação entre a quantidade de mastigações e os níveis de alguns hormônios que "dizem ao cérebro quando começar e quando parar de comer", disse o co-autor da pesquisa Shuran Wang em um e-mail à Reuters Health.

Mastigar mais foi associado com baixos níveis de grelina no sangue, um hormônio que estimula o apetite, bem como níveis mais elevados de CCK, um hormônio acredita-se reduzir o apetite.
Esses hormônios podem "representar alvos úteis para terapias obesidade no futuro", disse Wang à Reuters Health, uma vez que regular os níveis dessas substâncias pode ajudar as pessoas a controlar seu apetite.

Os autores não encontraram diferenças entre o tamanho das mordidas dadas por homens obesos ou com peso normal, e nenhuma ligação entre o tempo de mastigação e o açúcar no sangue ou os níveis de insulina em qualquer um dos participantes.

Como o estudo foi pequeno e incluiu apenas homens jovens, não é possível prever como mastigação prolongada afeta a ingestão de calorias em grupos diversos de pessoas, observaram os autores. No entanto, a redução de 12% em calorias ingeridas pelo grupo que mastigava a comida 40 vezes poderia, potencialmente, se traduzir em perda de peso significativa.

Faça o teste: Sua salada é mesmo light?

Se uma pessoa cortar sua ingestão de calorias em 12%, perderia cerca de 11 quilos em um ano, disse Adam Drewnowski, diretor do Center for Obesity Research, da Universidade de Washington, em Seattle.
Como a dieta típica inclui alimentos que não são mastigados – como sopa e sorvete – a quantidade real de peso perdido é provavelmente muito menor, ele adverte.

"Suponho que se você mastigar cada pedaço de comida 100 vezes ou mais, você pode acabar comendo menos. Entretanto, eu não estou certo de que esta é uma medida de prevenção da obesidade viável", disse Drewnowski, que não esteve envolvido no estudo atual.

Apesar das limitações do estudo, os autores dizem que a relação entre hábitos alimentares e obesidade deve ser mais estudada, para ajudar a diminuir um problema de saúde crescente no mundo. A obesidade é um importante fator de risco para uma série de problemas de saúde, incluindo doenças cardíacas e diabetes.

* Por Eric Schultz

Siga lendo sobre alimentação:
Dossiê dos petiscos a beira-mar
Água de comer
Escolha seu alimento pela cor
 

 

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG

Ver de novo