Orgânicos obtiveram diferentes avaliações por parte dos consumidores simplesmente porque estavam rotulados como não orgânicos

Orgânicos: rótulo deixaria o produto mais nutritivo e saboroso, diz pesquisa
Getty Images
Orgânicos: rótulo deixaria o produto mais nutritivo e saboroso, diz pesquisa
O uso de um rótulo onde se lê “orgânico” em um item alimentício é o suficiente para convencer o consumidor que o alimento é mais saudável e mais saboroso? De acordo com uma nova pesquisa americana, sim.

Leia: Orgânicos são mais saudáveis e mais caros

Os144 voluntários participantes do estudo tiveram de comparar três produtos alimentícios – biscoitos de chocolate, iogurte natural e batatas chips – que acreditavam ser ou de origem orgânica ou produzidos convencionalmente. Na verdade, todos os produtos eram orgânicos, mas receberam rótulos que o identificavam como “regular” ou “orgânico”.

Os participantes utilizaram uma escala de 1 a 9 para classificar os produtos de acordo com 10 atributos, como sabor e conteúdo aparente de gordura. Eles também tiveram de fazer uma estimativa do número de calorias de cada item alimentício e quanto gostariam de pagar por cada um deles.

Os pesquisadores constataram que os participantes preferiram quase todas as características relacionadas ao sabor dos alimentos rotulados como “orgânicos”, mesmo estes sendo idênticos àqueles rotulados como “regulares”.

Na avaliação dos participantes, os produtos com a indicação “orgânico” no rótulo foram considerados de menor teor de gordura, maior teor de fibras, valor calórico significantemente mais baixo e com maior valor de mercado. Os dados são da autora do estudo, Jenny Wan-chen Lee, aluna de pós-graduação da Escola Dyson de Gestão e Economia Aplicada da Universidade Cornell. Além disso, as batatinhas e biscoitos rotulados como produtos “orgânicos’ também foram considerados mais nutritivos.

A Federação das Sociedades Americanas de Biologia Experimental informou em um boletim que Lee conduziu o estudo para testar a teoria de que as pessoas são influenciadas pelo “efeito auréola”. Neste caso, a intenção dos pesquisadores era verificar se a “auréola saudável”– a percepção de que um item rotulado como “orgânico” é consequentemente nutritivo – levaria o consumidor a acreditar que os alimentos “orgânicos” são também mais saborosos.

O estudo foi apresentado em Washington D.C. no domingo, durante o Encontro Anual de Biologia Experimental da Sociedade Americana de Nutrição. Como foi apresentado em um encontro médico, os pesquisadores advertem: dados e conclusões do estudo devem ser considerados preliminares até serem publicados em um periódico especializado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.