Além de ser boa para os músculos, a fruta ajuda a combater a TPM e prisão de ventre

Originária da Ásia, a banana é, talvez, a mais brasileira das frutas. Gostosa e fácil de comer – a fruta vem protegida por uma casca simples de abrir – ela é rica em potássio, mineral fundamental para o bom funcionamento dos músculos.
Mas a inimiga número 1 das cãibras tem outras funções interessantes. Confira.

Casca cicatrizante

A parte interna da casca da banana verde contém uma substância com poder cicatrizante – a leucocianidina. Por conta disso, é muito popular a recomendação de passá-la sobre a pele, em queimaduras e feridas leves, e também em fissuras nos mamilos causadas pela amamentação.
A nutricionista Joana Lucyk, da Clínica Saúde Ativa, de Brasília (DF), no entanto, faz um alerta: a eficácia não tem comprovação científica e, muitas vezes, o risco do benefício não vale a pena “Estimular a cicatrização com a casca interna da banana pode favorecer o início de um processo infeccioso por causa do contato da pele com a casca externa, que muitas vezes carrega micro-organismos” frisa.

Banana: parte interna da casca ajuda na cicatrização
Getty Images/Photodisc
Banana: parte interna da casca ajuda na cicatrização
Parceria contra ressaca

A banana é fonte de carboidratos e vitaminas do complexo B, compostos essenciais para metabolizar o álcool. Portanto, quando for a uma festa e exagerar na dose, inclua a fruta no café da manhã. “Na verdade, as frutas em geral ajudam a ‘curar’ a ressaca”, avisa Joana. Ainda segundo a nutricionista, além de apostar em nutrientes que ajudam a desintoxicar, deve-se caprichar na hidratação.

Ajudinha no bom humor

Segundo um estudo realizado em 2007 pelo Instituto de Pesquisa de Alimento e Nutrição, nas Filipinas, ingerir de duas ou três bananas por dia seria uma ótima maneira de combater a depressão. O responsável por essa façanha, de acordo com os cientistas, seria um composto chamado triptofano, que estimula a produção de serotonina (neurotransmissor relacionado às sensações de saciedade e bom-humor).

Apesar de ser muito cedo para afirmar que a fruta é eficiente contra a depressão, pelo menos dá para comemorar o fato dela ser bem abastecida com triptofano e vitaminas B6, B9 e B12. De acordo com a nutricionista Joana Lucyk, essas substâncias são muito importantes durante a tensão pré-menstrual (TPM), já que nesse período os níveis de serotonina costumam estar em baixa.

Verde bom para a saúde

Durante o processo de maturação, a banana sofre modificações significativas em sua composição química. Para se ter ideia, de 12% a 20% do amido resistente (AR) presente na fruta vai embora, dando lugar aos açúcares solúveis – com predominância da sacarose. Uma pena, pois esse composto é ótimo para a saúde (principalmente a do intestino)! Isso porque ele é um tipo de fibra insolúvel, que resiste à digestão e absorção no organismo e ajuda no desenvolvimento de bactérias boas para a flora intestinal – uma propriedade importantíssima para quem sofre de prisão de ventre e diverticulite (inflamação do cólon), por exemplo.

“O amido resistente, como fonte de fibra proveniente da banana verde, também faz o volume fecal aumentar e dissolve compostos potencialmente tóxicos e cancerígenos”, conta Magda Taipina, nutricionista do IPEN (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares), na capital paulista. Por isso, ele é visto como um grande aliado na prevenção contra o câncer de intestino.

A nutricionista ainda lembra que a presença do amido no organismo favorece a formação dos ácidos butírico e propiônico. “O primeiro é um protetor das células do intestino e, por isso, também ajuda a reduzir as chances de surgimento de câncer. Já o segundo é conhecido por inibir a síntese de gorduras, diminuindo os níveis de colesterol ruim (LDL) no sangue e protegendo contra doenças coronarianas”, explica.

Não se pode esquecer que os consumidores de amido resistente correm menos risco de desenvolver obesidade e diabetes. Isso porque o organismo não consegue digeri-lo e absorvê-lo completamente, o que evita a liberação de altas taxas de glicose no sangue.

Versatilidade

Antes que comece a comprar só banana verde, um aviso: não é necessário (e muito menos prazeroso!) consumi-la in natura para conseguir os benefícios do amido resistente. “Pode-se utilizar a polpa e a farinha da fruta verde em inúmeras preparações, como sucos, maionese, pão, biscoitos, feijão, etc. Até produtos industrializados podem ser encontrados, como o macarrão de banana verde”, conta Magda, garantindo que o sabor das receitas só rende elogios.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.