Bem-Estar

enhanced by Google
 

Catuaba

Compartilhar:

Nome científico

Erythroxylum catuaba e Trichilia catigua.

Nomes alternativos

Catigua, tatuaba, pau de reposta, angelim-rosa, piratançara.

Descrição

O nome catuaba se refere a várias espécies distintas de plantas. As duas mais utilizadas para fins medicinais são a Erythroxylum catuaba e a Trichilia catigua.

A primeira é encontrada no Norte e Nordeste do Brasil. É uma árvore pequena, em torno de 3m de altura, que produz flores alaranjadas ou amarelas e frutos não comestíveis. É parente da planta da coca, mas tem princípios ativos muito diferentes.

A Trichilia catigua aparece do Rio Grande do Sul até Minas Gerais e parte da Mata Atlântica. Essa espécie é uma árvore maior, podendo chegar a 10m de altura.

Parte utilizada

Folhas, raiz, casca.

Uso medicinal

Os índios Tupis já faziam uso da catuaba antes mesmo de os europeus chegarem às Américas. A planta é famosa mundialmente por seu efeito afrodisíaco, e vários estudos demonstram que ela age sobre o sistema nervoso central, estimula o fluxo sanguíneo, combate a fadiga e problemas de memória.

Alguns estudos comprovam a ação da Trichilia catigua também na depressão. Há pesquisas em andamento para analisar os benefícios da catuaba contra infecções em portadores do vírus HIV, ocausador da aids.

Modos de uso

Infusão ou cozimento da raiz ou da casca, em pó, cápsulas ou como tintura em álcool. Alguns fitoterápicos como Bioviril e Guaratuaba combinam a catuaba com outras plantas medicinais.

Cuidados e contraindicações

Deve ser evitada por quem sofre de glaucoma, arritmia e taquicardia. Contraindicado para grávidas e crianças pequenas.

Efeitos colaterais

Dor de cabeça.

Todas as plantas
Ver de novo