Você sabe o que é a fenilalanina?

É a proteína presente no molho de tomate, bombom e arroz. O excesso dela traz problema

iG São Paulo |

O nome é complicado, aparece em letras miúdas no rótulo dos industrializados mas pode ser um problemão para quem tem esta proteína em excesso e nem imagina.

Para tornar a tal da fenilalanina mais conhecida dos brasileiros, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou esta semana uma nova portaria. A partir de agora, todos os sites e serviços de atendimento ao consumidor (SACs) das empresas produtoras de alimentos deverão informar a quantidade da substância presentes no produto.

E olha que há uma variedade importante de alimentos nas prateleiras dos mercados que são feitos com fenilalanina. Molho de tomate, bombom, creme de leite, balas são só alguns exemplos.

“Essas informações serão essenciais para os nutricionistas elaborarem, com segurança, a dieta dos quase 1,5 mil brasileiros fenilcetonúricos, afirma Maria Cecília Brito, diretora da Anvisa.

Fenilcetonúricos é uma deficiência que aumenta a quantidade de fenilalanina no sangue e tecidos. Os problemas causados são atraso no desenvolvimento, hiperatividade, convulsões, comportamento agressivo e retardo no crescimento.

O tratamento dessa doença se dá por meio de uma dieta com alimentos de baixo teor em fenilalanina. Em geral, frutas, hortaliças e outros alimentos com baixo teor de proteína são mantidos na dieta dos pacientes.

    Leia tudo sobre: fenilalanina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG