Desvendado mecanismo por trás dos pés frios

Resposta exagerada de estruturas nos vasos sanguíneos da pele seria a explicação de por que algumas pessoas têm os pés gelados mesmo no calor

NYT *

NYT

Se você já foi expulso da cama por causa de seus pés gelados, uma nova pesquisa pode ajudar a explicar a sua triste situação. Cientistas identificaram proteínas específicas dentro dos vasos sanguíneos da pele, que desempenham um papel importante na reação do corpo aos estímulos de frio – não importa se é da exposição ao clima frio ou resultante do contato direto com uma superfície fria.

Siga o iG Saúde no Twitter

A resposta do corpo ao frio é simples e direta: cortar a circulação nas extremidades para preservar e assim conseguir mobilizar o fluxo de sangue para aquecer os órgãos internos – mais vitais para a sobrevivência do corpo do que um pé ou um dedo. Para algumas pessoas, no entanto, essa resposta é muito exagerada, ou ocorre por engano, quando o corpo não precisa dela.

Getty Images
Pés frios: problema estaria nos receptores das paredes dos vasos sanguíneos

Na síndrome de Raynaud, por exemplo, na medida em que o corpo reage ao frio ou ao estresse, os vasos sanguíneos vão se estreitando nos dedos das mãos e dos pés, gerando uma sensação de entorpecimento e levando a cor da pele do natural para o azul num piscar de olhos.

Leia mais sobre a síndrome de Raynaud

No novo estudo, publicado em uma edição recente da revista American Journal of Physiology, os pesquisadores queriam saber mais sobre os mecanismos fisiológicos envolvidos neste processo.

Para tanto, eles usaram células musculares retiradas de minúsculos vasos sanguíneos da pele de voluntários saudáveis assim como células musculares de uma artéria encontrada em rabos de ratos com circulação semelhante à da pele humana.

“Nossos corpos são projetados pela evolução para conservar calor e energia”, explica Martin Michel, professor na Universidade Johannes Gutenberg, na Alemanha, e coautor do editorial que acompanhou o estudo.

“Uma maneira de fazer isso é limitar o fluxo de sangue para a pele, fazendo com que os vasos sanguíneos se contraiam. a noradrenalina (um hormônio e neurotransmissor) faz isso via receptores alfa-adrenérgicos localizados nas células musculares que compõem a parede do vaso sanguíneo. Em teoria, isso só acontece quando está frio.”

Leia também:

Explicamos a sensação de frio na barriga

Como ocorre o soluço

A ressaca dentro do corpo

Para algumas pessoas, diz Michel, parece que a reação saudável dá errado. “Os mecanismos são ativados à temperatura exterior ‘normal’”, explica ele. “Agora sabemos com certeza que duas moléculas chamadas EPAC e Rap1 desempenham um papel importante no processo.”

A pesquisa identificou novos fatores que influenciam a função de receptor adrenérgico nos pequenos vasos sanguíneos, explica o líder do estudo, Maqsood Chotani, pesquisador do Instituto de Pesquisas do Hospital Infantil Nationwide, em Columbus, Ohio (EUA).

“Acreditamos que o receptor alfa-2C tem uma função especializada. Na verdade, achamos que ele é um receptor sensível ao estresse e, neste caso, está realmente conservando o calor do corpo”, explica Chotani.

“Já sabemos como os receptores são regulados na saúde. Na doença – como na síndrome de Raynaud – o que explica isso é uma disfunção ou uma hiperatividade.”

* Por Lisa Esposito

Siga lendo notícias de saúde

    Leia tudo sobre: saúdepé friocirculaçãosíndrome de raynaud

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG