Mutirões de cirurgia beneficiarão cidades mais pobres do País

Objetivo da ação, que já atingiu quatro municípios, é zerar filas para procedimentos e cirurgias marcadas

iG São Paulo |

Até o final deste ano, 2.555 cidades brasileiras serão beneficiadas com mutirões de cirurgias eletivas – aquelas marcadas, feitas sem caráter de urgência.

Entram na lista de procedimentos contemplados as cirurgias de retirada de catarata, tratamento de varizes, além de pequenas cirurgias urológicas (do aparelho genital e urinário) e de otorrinolaringologia (ouvidos, nariz e garganta).

Leia também: Olhos refletem o melhor e o pior do SUS

Os mutirões serão realizados em municípios em que 10% ou mais da população vive em situação de extrema pobreza – o governo federal estipula como extremamente pobres famílias com renda per capita de até R$ 70.

No final de agosto, quatro municípios – Serrinha (BA), Montes Claros (MG), Pombal (PB) e Rio Branco (AC) – receberam o mutirão de cirurgias de catarata. Durante a ação, os pacientes foram submetidos a triagem, avaliação de exames e em seguida ao procedimento cirúrgico.

Os recursos para estas ações, um total estimado em R$ 600 milhões, virão do governo federal e serão repassados aos estados e municípios até o final deste ano. A expectativa do Ministério da Saúde é aumentar anualmente o número de cirurgias de catarata feitas pelo SUS e chegar a 700 mil ao ano. Em 2011 foram mais de 426 mil. Até junho deste ano, já foram realizados 216 mil procedimentos como este na rede pública.

Leia mais notícias de Saúde

Leia tudo sobre: saúdemutirão de cirurgiascatarataoperação

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG