Mitos e verdades sobre a artrite reumatoide, doença que afeta os mais jovens

Por Elioenai Paes - iG São Paulo |

Texto

Ao contrário da artrose, a artrite reumatoide é uma doença autoimune que não tem cura, apenas controle dos sintomas

Getty Images
Doença pode ser diagnosticada aos 18 anos, sendo mais comum por volta dos 40 anos

Com bastante frequência, ouve-se que artrite reumatoide é "doença de velho". É comum também acreditar que ela se agrava com exercícios físicos, bem como que quem sofre do mal não pode comer carne de porco. Nada disso é verdade. Essas afirmações fazem parte apenas de uma junção de mitos acerca da doença autoimune que, na verdade, afeta as pessoas ainda quando jovens, mais precisamente a partir dos 18 anos.

A reumatologista responsável pelo ambulatório de artrite reumatoide do Hospital das Clínicas, Ieda Laurindo, explica que a doença - que na América Latina atinge seis mulheres para cada homem -, causa inflamação nas juntas, como joelhos e pulsos, e provoca dor e inchaço. A designação autoimune acontece quando o sistema de defesa do corpo “estranha” o próprio corpo e começa a atacá-lo como se alguma parte dele fosse um invasor, provocando inflamações que resultam em perda de qualidade de vida, por causa dos sintomas.

A pergunta de um milhão de dólares é: o que causa essa confusão no sistema imunológico a ponto de ele se autoatacar? A médica explica que a medicina ainda não tem essa resposta. “Sabe-se muita coisa do que acontece no sistema imunológico e na articulação, mas o que causou o desarranjo ainda não se sabe”, explica. A medicina suspeita que as causas sejam multifatoriais, como alterações genéticas e ambientais.

A médica explica que há uma tendência genética para a doença, mas nada que se diga que se a mãe tiver, a filha também vai ter. “Ela tem uma chance maior de ter artrite reumatoide, mas não se desaconselha uma mãe a ter um filho por causa disso”, explica a reumatologista.

O tratamento já é conhecido da medicina e pode melhorar a vida dos pacientes portadores da doença. Por se tratar de uma doença imunológica, a médica explica que tenta-se restaurar o sistema imunológico, para que ele volte ao estado original de equilíbrio. O tratamento deve ser feito para o resto da vida, sempre com acompanhamento médico.

Conheça alguns mitos e verdades sobre a artrite reumatoide:

A artrite reumatoide é uma doença exclusiva de idosos?
Mito
- Não. A doença de idosos chama-se artrose e ninguém escapará ileso na terceira idade. “De maneira grosseira, pode-se pensar na artrose como resultado do desgaste e uso das articulações ao longo da vida”, explica Ieda. Já a artrite pode acometer pessoas a partir dos 18 anos, sendo mais comum por volta dos 40 anos.

Exercícios provocam artrite reumatoide?
Mito – Os exercícios provocam artrose, por conta do desgaste, mas não a artrite. A médica recomenda, no entanto, que o paciente evite exercícios físicos em momentos de crise. “Quando estiver sem crise, o exercício é inclusive muito benéfico”, explica. A atividade física ajuda no condicionamento, mas antes de praticar é ideal consultar o médico para que ele indique os exercícios mais adequados e que não sobrecarreguem as articulações inflamadas. Exercícios de menor impacto, como os feito na água, são mais indicados.

Tabaco influencia no aparecimento da doença?
Verdade – Por não ser de razão única, como ter predisposição genética e ambiental, o cigarro pode ajudar a desencadear a artrite e também piorá-la. Se alguém na família já tem artrite reumatoide, é prudente os familiares pararem de fumar para não correrem o risco de “acordar” a doença.

A gravidez ajuda a melhorar a artrite reumatoide?
Verdade – Sim, há uma melhora durante a gestação. É ideal que a gravidez seja planejada e a intenção de engravidar seja compartilhada com o médico, já que muitas medicações devem ser suspensas para não provocar riscos ao bebê.

Quem tem artrite reumatoide não pode comer carne de porco?
Mito – A alimentação é livre, embora recomenda-se uma dieta saudável. “Alguns estudos relacionaram o ômega 3 com a melhora dos sintomas, mas a quantidade a ser ingerida seria tão absurda que é inviável”, diz a médica. 

Obesos sofrem mais com artrite reumatoide?
Verdade – Manter o peso ideal é importante para não sobrecarregar as articulações, que podem estar inflamadas.

Terapias alternativas curam artrite reumatoide?
Mito – Terapias alternativas podem ajudar, mas não substituem as medicações tradicionais receitadas pelo médico, que podem incluir anti-inflamatórios, corticoides, analgésicos e outros medicamentos que vão equilibrar o sistema imunológico, resultando na ausência de sintomas desagradáveis para o paciente.

Texto

notícias relacionadas