Pesquisadores descobrem que câncer de pulmão pode ficar escondido por 20 anos

Por Maria Fernanda Ziegler - iG São Paulo |

compartilhe

Texto

Equipe agora pesquisar métodos de diagnóstico que identifiquem câncer de pulmão antes que ele se torne maligno

SPL
A pesquisa mostrou resultados em um determinado tipo de câncer de pulmão

Pesquisadores britânicos descobriram que muito antes de se tornar a doença tão agressiva e temida, o câncer de pulmão pode ficar inativo por até duas décadas no organismo do paciente. Isto ajuda a explicar porque a doença é tão resistente, e também porque um número considerável de pacientes tem recaída mesmo após a cirurgia.

OMS: Poluição atmosférica está entre principais causas do câncer

A equipe de pesquisadores do Centro de Pesquisas de Câncer do Reino Unido estudou o caso de sete pacientes (incluindo fumantes e não fumantes) e descobriram que os primeiros erros genéticos, que causam o câncer, podem existir sem serem detectados por muitos anos até que erros adicionais ativem o rápido desenvolvimento da doença.

Os pesquisadores encontraram provas, em dois tumores de ex-fumantes, que alterações de genes relacionados ao câncer ocorreram enquanto os pacientes ainda estavam fumando. “Surpreendentemente, esses pacientes pararam de fumar há 20 anos, indicando que eventos ocorreram provavelmente há mais de 20 anos. Não temos certeza ainda se se trata de um pré-tumor maligno ou se já era um tumor. De qualquer forma, isto sugere que algo que se tornou um tumor já estava presente no pulmão há mais de 20 anos”, disse ao iG Nicholas McGranahan, um dos autores do estudo publicado nesta quinta-feira (9) no periódico científico Science.

Cenário: 83% dos fumantes acreditam ser "imunes" ao câncer de pulmão

Os pesquisadores ainda não conseguiram criar diagnósticos capazes de identificar o “algo que se torna tumor”. Eles defendem maior investimento em pesquisas neste sentido. “Se pudermos detectar um câncer antes que ele se torne maligno, nós poderemos pará-lo antes que se torne perigoso”, disse.

Oncocheckup: Saiba como e quando fazer exames para prevenção do câncer

Com a descoberta de que a doença pode ficar inativa durante muitos anos, os pesquisadores esperam que aumente a detecção precoce da doença. "Casos de sobreviventes ao câncer de pulmão continuam sendo devastadoramente baixos, mesmo os novos tratamentos têm impacto limitado na doença. Ao entender como ele se desenvolve e evolui, podemos começar a prever seus próximos passos.", disse Charles Swanton, outro autor do estudo.

Além de ser um dos tipos de câncer mais comuns – mais de 40 mil pessoas são diagnosticadas no mundo todos os anos – , o câncer de pulmão é pouco entendido ainda e, como disse McGranahan, “entender como ele evolui é essencial para poder combate-lo”.

Veja mitos e verdades sobre o câncer:

Mito: uso de desodorantes pode causar câncer de mama. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: somente quem tem histórico familiar está sujeito a desenvolver a doença. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: ingestão de leite prejudica o tratamento do câncer. Foto: Getty ImagesMito: o consumo de adoçantes provoca o surgimento da doença. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: falta de higiene nas regiões íntimas não está relacionado ao câncer. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: câncer é uma doença contagiosa. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: pessoas negras não têm câncer de pele. Foto: Getty ImagesMito: segurar a urina dá câncer de bexiga. Foto: sinais do estresseMito: implantes de silicone podem provocar câncer de mama. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: alimentos preparados no microondas podem provocar câncer. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: um câncer pode ser causado por uma pancada. Foto: Thinkstock/Getty ImagesMito: todo nódulo ou tumor se transformará em câncer. Foto: Thinkstock/Getty ImagesVerdade: câncer tem cura. Quanto mais cedo for diagnosticado, maiores são as chances de curá-lo. Foto: Thinkstock/Getty ImagesVerdade: homens também podem ter câncer de mama. Foto: Thinkstock PhotosVerdade: consumo de álcool e tabaco elevam as chances de desenvolvimento da doença. Foto: Getty ImagesVerdade: quanto maior a idade, maiores as chances de desenvolvimento de um câncer. Mas isto não significa que jovens não estejam sujeitos à doença. Foto: Thinkstock PhotosVerdade: fazer sexo sem preservativos aumenta risco de desenvolvimento da doença. Foto: Thinkstock/Getty ImagesVerdade: falta de vitamina D pode aumentar os riscos de desenvolvimento de câncer de mama. Foto: Getty ImagesVerdade: HPV está relacionado ao desenvolvimento de tumores no ânus, e nos órgãos da região da cabeça e do pescoço. Foto: Thinkstock/Getty ImagesVerdade: ter filhos mais tarde (após os 30 anos) aumenta os riscos de desenvolvimento de câncer de mama. Foto: Thinkstock


Leia tudo sobre: câncer de pulmãocâncersaúde

compartilhe

Texto

notícias relacionadas