Minha Saúde

enhanced by Google
 

Doença pulmonar obstrutiva crônica

Compartilhar:
Conteúdo exclusivo para o iG no Brasil e usado pelos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos

Foto: ADAM

Bronquite

Definição

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é uma das doenças pulmonares mais comuns. Ela dificulta a respiração.

Existem duas formas principais de DPOC:

  • Bronquite crônica, definida por tosse por longo tempo com muco
  • Enfisema, definido pela destruição dos pulmões ao longo do tempo

 A bronquite é a inflamação dos brônquios, as principais passagens de ar para os pulmões, e geralmente ocorre após uma infecção respiratória viral.

Os sintomas incluem tosse, falta de ar, chiado no peito e fadiga.

A enfisema é uma doença pulmonar que acarreta danos aos sacos aéreos (alvéolos). Há uma destruição progressiva dos alvéolos e dos tecidos circundantes que os suportam.

Em estado mais avançado, há um desenvolvimento de grandes cistos de ar onde antes havia tecido pulmonar normal. O ar fica preso nos pulmões devido à falta de tecido conjuntivo, reduzindo a oxigenação.

Foto: ADAM

Enfisema

A maioria das pessoas com DPOC tem uma combinação de ambas as condições.

Nomes alternativos

DPOC, doença crônica obstrutiva das vias respiratórias; doença pulmonar obstrutiva crônica, bronquite crônica, enfisema, bronquite - crônica

Causas, incidência e fatores de risco

O fumo é a causa principal da DPOC. Quanto mais a pessoa fuma, mais provavelmente desenvolverá a DPOC, embora algumas pessoas fumem por muitos anos e nunca tenham a DPOC.

Em casos raros, não fumantes que têm carência de uma proteína chamada alfa-1 antitripsina podem desenvolver enfisema.

Foto: ADAM

DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica)

Doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) refere-se a doenças pulmonares crônicas que resultam em fluxo de ar bloqueado nos pulmões.

Os dois principais distúrbios de DPOC são enfisema e bronquite crônica, as causas mais comuns de insuficiência respiratória.

O enfisema ocorre quando as paredes entre os sacos aéreos pulmonares ficam enfraquecidas e sofrem colapso. Danos da DPOC normalmente são permanentes e irreversíveis.

Outros fatores de risco para DPOC são:

  • Exposição a determinados gases ou fumaças no local de trabalho
  • Exposição a grandes quantidades de fumo passivo e poluição
  • Uso frequente de gás de cozinha sem ventilação adequada

Sintomas

  • Tosse com muco
  • Falta de ar (dispneia) que piora com atividade branda
  • Fadiga
  • Infecções respiratórias frequentes
  • Respiração ofegante

Como os sintomas da DPOC se desenvolvem lentamente, algumas pessoas podem não estar cientes de que estão doentes.

Exames e testes

O melhor teste para DPOC é um teste simples de funcionamento dos pulmões chamado espirometria. Isso envolve soprar o mais forte possível em uma pequena máquina que testa a capacidade dos pulmões. O teste pode ser interpretado imediatamente e não envolve exercício físico, retirada de sangue ou exposição à radiação.

A espirometria é um estudo indolor, frequentemente usado para avaliar a função pulmonar em pessoas com doenças pulmonares obstrutivas e restritivas, como asma ou fibrose cística.

Foto: ADAM

Espirometria

Usar um estetoscópio para auscultar os pulmões também pode ser útil, embora algumas vezes os pulmões emitam ruídos normais mesmo quando a DPOC está presente.

As imagens dos pulmões (como radiografias e tomografias computadorizadas) podem ser úteis, mas algumas vezes parecem normais mesmo quando uma pessoa tem DPOC.

Algumas vezes é necessário fazer um teste de sangue (denominado "gasometria sanguínea") para medir as quantidades de oxigênio e dióxido de carbono no sangue.

Tratamento

Não há cura para a DPOC. No entanto, existem muitas coisas que você pode fazer para aliviar os sintomas e evitar que a doença piore.

As pessoas com DPOC devem parar de fumar. Essa é a melhor maneira de desacelerar os danos nos pulmões.

Medicamentos usados para tratar da DPOC incluem:

  • Inaladores (broncodilatadores) para abrir as vias respiratórias, como ipratropium, tiotropium, salmeterol ou formoterol
  • Esteroides inalados para reduzir a inflamação nos pulmões

Em casos graves ou durante intensificações súbitas, você pode precisar receber esteroides via oral ou venosa (intravenosa).

Antibióticos são prescritos durante intensificações súbitas dos sintomas, porque as infecções pioram a DPOC.

A oxigenoterapia em casa pode ser necessária se uma pessoa tiver um nível baixo de oxigênio em seu sangue. A reabilitação pulmonar não cura a doença pulmonar, mas ela pode ensiná-lo a respirar de uma maneira diferente para que você possa se manter ativo.

Programas de exercícios como a reabilitação pulmonar também são importantes para ajudar a manter a força muscular nas pernas, de forma que os pulmões sejam menos sobrecarregados durante a caminhada. Esses programas também ensinam as pessoas como usar os medicamentos de maneira mais eficaz.

Coisas que você pode fazer para facilitar isso para si mesmo em casa incluem:

  • Evitar ar muito frio
  • Certificar-se de que ninguém fume em sua casa
  • Reduzir a poluição do ar eliminando fumaça de lareira e outras substâncias que causam irritação

Faça uma dieta saudável com peixe, frango e carne magra, bem como frutas e vegetais. Se for difícil manter seu peso, converse com um médico ou nutricionista sobre a ingestão de alimentos com mais calorias.

Os tratamentos cirúrgicos podem incluir:

  • Cirurgia para remover partes do pulmão doente para alguns pacientes com enfisema
  • Transplante de pulmão para casos graves

Grupos de apoio

As pessoas frequentemente podem ajudar a reduzir a tensão da doença participando de um grupo de apoio no qual os membros compartilham experiências e problemas comuns.

Evolução (prognóstico)

Essa condição é uma doença com efeitos a longo prazo (crônica). A doença piorará mais rapidamente se a pessoa continuar fumando.

Os pacientes com DPOC grave terão falta de ar com a maioria das atividades e serão internadas no hospital com mais frequência. Esses pacientes devem conversar com o médico sobre o uso de máquinas de respiração e cuidados no fim da vida.

Complicações

  • Batimentos cardíacos irregulares (arritmias)
  • Necessidade de máquina de respiração e oxigenoterapia
  • Insuficiência cardíaca no lado direito ou cor pulmonale (inchaço do coração ou insuficiência cardíaca devido à doença pulmonar crônica)
  • Pneumonia
  • Pneumotórax
  • Perda de peso ou desnutrição grave

Ligando para seu médico

Vá para a emergência de algum hospital ou ligue para o número de emergência local (como 192) se você tiver um aumento rápido de falta de ar.

Prevenção

Não fumar previne a maioria das DPOC. Pergunte ao seu médico sobre programas para parar de fumar. Os medicamentos também estão disponíveis para ajudar a vencer o vício de fumar e os medicamentos são mais eficazes se uma pessoa está motivada a parar.

Referências

Rabe KF, Hurd S, Anzueto A, Barnes PJ, Buist SA, Calverley P, et al. Global strategy for the diagnosis, management, and prevention of chronic obstructive pulmonary disease: GOLD executive summary. Am J Respir Crit Care Med. 2007;176:532-555.

Drummond MB, Dasenbrook EC, Pitz MW, Murphy DJ, Fan E. Inhaled corticosteroids in patients with stable chronic obstructive pulmonary disease: a systematic review and meta-analysis. JAMA. 2008 Nov 26;300(20):2407-16. Review. Erratum in: JAMA. 2009 Mar 11;301(10):102.

Gross NJ. Chronic obstructive pulmonary disease: an evidence-based approach to treatment with a focus on anticholinergic bronchodilation. Mayo Clin Proc. 2008 Nov;83(11):1241-50.

Singh S, Loke YK, Furberg CD. Inhaled anticholinergics and risk of major adverse cardiovascular events in patients with chronic obstructive pulmonary disease: a systematic review and meta-analysis. JAMA. 2008;300:1439-1450.

Atualizado em 1/5/2011, por: Denis Hadjiliadis MD, Assistant Professor of Medicine, Division of Pulmonary, Allergy and Critical Care, University of Pennsylvania, Philadelphia, PA. Also reviewed by David Zieve, MD, MHA, Medical Director, A.D.A.M., Inc.

Todas as doenças

A A.D.A.M., Inc. é reconhecida pela URAC, também chamada de American Accreditation HealthCare Commission (Comissão de Reconhecimento de Cuidados de Saúde) – www.urac.org. O programa de reconhecimento da URAC é uma auditoria independente com o objetivo de verificar se a A.D.A.M. segue padrões rigorosos de qualidade e responsabilidade. A A.D.A.M. está entre as primeiras empresas a conquistar essa importante distinção para informações e serviços de saúde on-line. Saiba mais sobre a política editorial, o processo editorial e a política de privacidade da A.D.A.M. A empresa é também um membro fundador da Hi-Ethics e segue os princípios da Health on the Net Foundation (Fundação da Saúde na Internet) – www.hon.ch.

As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- 2011 A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.

Ver de novo