Minha Saúde

enhanced by Google
 

Estresse e ansiedade

Compartilhar:
Conteúdo exclusivo para o iG no Brasil e usado pelos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos

Definição

Foto: ADAM

Transtorno de ansiedade generalizada

O estresse pode ser causado por qualquer situação ou sensação que o faz se sentir frustrado, irritado ou ansioso. O que é estressante para uma pessoa pode não o ser para outra.

A ansiedade é uma sensação de apreensão, nervosismo ou medo. A origem desse desconforto nem sempre é identificada ou reconhecida, o que pode piorar a angústia que você sente.

Os fatores biológicos e genéticos podem se combinar com o estresse e produzir sintomas psicológicos.
 

 

Nomes alternativos

Ansiedade; Estar nervoso; Estresse; Tensão; Nervosismo; Apreensão

Considerações

O estresse é uma parte normal da vida. Em pequenos níveis, o estresse é útil; é capaz de motivá-lo e ajudá-lo a ser mais produtivo.

No entanto, muito estresse ou uma resposta inadequada ao estresse, é prejudicial. O estresse pode causar problemas de saúde, assim como doenças físicas e psicológicas, como infecções, doenças cardíacas e depressão. O estresse contínuo pode provocar ansiedade e comportamentos prejudiciais à saúde, como comer em excesso e abusar de álcool e drogas.

Estados emocionais como tristeza ou depressão e enfermidades como hipertireoidismo, baixo nível de açúcar no sangue ou ataque cardíaco também podem causar sintomas semelhantes ao estresse.

A ansiedade é muitas vezes acompanhada por sintomas físicos, que incluem:

  • Dores abdominais (esse pode ser o único sintoma de ansiedade, especialmente em uma criança)
  • Diarreia ou necessidade frequente de urinar
  • Vertigem
  • Boca seca ou dificuldade de engolir
  • Dores de cabeça
  • Tensão muscular
  • Respiração acelerada
  • Batimentos cardíacos acelerados ou irregulares
  • Transpiração
  • Agitação ou tremor

Em alguns casos, outros sintomas acompanham a ansiedade:

  • Dificuldade de concentração
  • Fadiga
  • Irritabilidade, incluindo perda de controle
  • Problemas sexuais
  • Dificuldades para dormir, incluindo pesadelos

A ansiedade pode ocorrer como parte de um transtorno de ansiedade. Transtornos de ansiedade são um grupo de problemas psiquiátricos que envolvem ansiedade excessiva. São eles:

Causas comuns

Algumas drogas, recreativas ou medicinais, podem provocar sintomas de ansiedade, devido aos seus efeitos colaterais ou à interrupção do seu uso.

Essas drogas incluem:

  • Medicamentos para (TDAH), especialmente anfetaminas
  • Álcool
  • Benzodiazepinas (durante a interrupção)
  • Broncodilatadores (para asma e outros problemas respiratórios)
  • Cafeína
  • Cocaína
  • Remédios para resfriado
  • Descongestionantes
  • Pílulas dietéticas
  • Maconha
  • Nicotina
  • Remédios para tireoide

Uma dieta inadequada, por exemplo, com nível baixo de vitamina B12, também pode contribuir para o estresse e a ansiedade. Em casos muito raros, um tumor na glândula suprarrenal (feocromocitoma) pode causar ansiedade ou sintomas semelhantes ao estresse. Os sintomas são causados por uma superprodução de hormônios responsáveis pela sensação de ansiedade.

Cuidados em casa

A solução mais eficaz é buscar e lidar com a origem do estresse ou da ansiedade. Isso pode ser difícil, porque a causa da ansiedade pode não ser consciente. A primeira medida é criar uma lista dos fatores que podem estar fazendo com que se sinta estressado, sendo o mais honesto possível com você mesmo:

  • Com o que você mais se preocupa?
  • Isso é algo constante na sua mente?
  • Há algo que você teme que aconteça?
  • Há algo específico que o faz se sentir triste ou deprimido?
  • Mantenha um relatório das experiências e dos sentimentos que você tem com relação à sua ansiedade. Seus pensamentos estão contribuindo com a ansiedade nessas situações?

Procure alguém em quem você confie (um amigo, membro da família, vizinho entre outros) que poderá ouvi-lo. Muitas vezes, conversar com um amigo ou ente querido é tudo o que você precisa para liberar a ansiedade.

A maioria das localidades também tem grupos de apoio e telefones que podem ajudar. Assistentes sociais, psicólogos e psiquiatras podem ser muito eficazes para ajudá-lo a reduzir sua ansiedade por meio de terapia ou medicamentos.

Além disso, procure opções saudáveis de estilo de vida que o ajudem a lidar com o estresse, por exemplo:

  • Não fume nem use cocaína ou outras drogas recreativas
  • Mantenha uma dieta saudável e equilibrada. Não coma em excesso
  • Pratique exercícios regularmente
  • Procure livros de autoajuda na biblioteca local ou em livrarias
  • Durma o suficiente
  • Aprenda e pratique técnicas de relaxamento como visualização mental guiada, relaxamento muscular progressivo, ioga, tai chi ou meditação
  • Limite a cafeína e o álcool
  • Faça pausas no trabalho. Certifique-se de equilibrar atividades divertidas e suas responsabilidades. Passe seu tempo com as pessoas de quem você gosta

Ligue para seu médico se

Um médico pode ajudar a determinar se sua ansiedade deve ser avaliada e tratada por um profissional especializado na saúde mental.

Ligue para 192 se:

  • Você sente dor esmagadora no peito, especialmente com falta de ar, vertigem ou transpiração. Esses sintomas podem ser causados por um ataque cardíaco, que também pode provocar a sensação de ansiedade
  • Você tem pensado em cometer suicídio

Ligue para seu médico se:

  • Você tem vertigem, respiração ou batimentos cardíacos acelerados pela primeira vez ou dessa vez é pior do que o usual
  • Você não consegue trabalhar ou agir de maneira apropriada em casa devido à ansiedade ou a outros sintomas
  • Você não sabe qual é a origem ou a causa da sua ansiedade
  • Você está sentindo um pânico súbito
  • Você sente um medo incontrolável, como medo de ser infectado se você sair de casa ou medo de altura
  • Sua ansiedade é provocada pela memória de um evento traumático
  • Você tentou se cuidar por conta própria durante várias semanas, sem sucesso, ou sente que sua ansiedade não desaparecerá sem a ajuda de um profissional

Pergunte a um farmacêutico ou médico se algum dos remédios sob prescrição ou de venda livre que você está tomando pode provocar ansiedade como efeito colateral. Não interrompa nenhum medicamento sob prescrição sem as instruções do seu médico.

O que esperar da consulta médica

O médico fará um histórico e um exame físico, com atenção especial ao pulso, à pressão arterial e ao ritmo respiratório.

Para obter uma melhor compreensão da ansiedade ou do estresse, o médico poderá fazer as seguintes perguntas:

  • Quando essa sensação de estresse, tensão ou ansiedade começou? Você atribui as sensações a algo particular, como um evento na sua vida ou uma circunstância que o assuste?
  • Você apresenta sintomas físicos juntamente com a sensação de ansiedade? Quais são os sintomas?
  • Há algum fator que diminui sua ansiedade?
  • Há algum fator que piora sua ansiedade?
  • Que medicamentos você toma?
  • Você consome álcool ou drogas?

Os exames de diagnóstico podem incluir exames de sangue e, possivelmente, um eletrocardiograma (ECG).

Se a ansiedade não estiver acompanhada de sinais ou sintomas físicos preocupantes, o médico poderá conduzi-lo a um profissional especializado em saúde mental.

A psicoterapia (terapia por meio da conversa), como a terapia cognitivo-comportamental (TCC) ou psicodinâmica, reduz comprovadamente a ansiedade de maneira significativa. Em alguns casos, medicamentos como antidepressivos podem ser apropriados.

Consulte: Transtornos de ansiedade generalizada para obter mais informações.

Referências

Larzelere MM, Jones GN. Stress and health. Prim Care. 2008;35:839-856.

Ahmed SM, Lemkau JP. Psychosocial influences on health. In: Rakel RE, ed. Textbook of Family Medicine. 7th ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2007:chap 4.

Atualizado em 16/6/2011, por: A.D.A.M. Editorial Team: David Zieve, MD, MHA, and David R. Eltz. Previously reviewed by David B. Merrill, MD, Assistant Clinical Professor of Psychiatry, Department of Psychiatry, Columbia University Medical Center, New York, NY (2/22/2010).

Todas as doenças

A A.D.A.M., Inc. é reconhecida pela URAC, também chamada de American Accreditation HealthCare Commission (Comissão de Reconhecimento de Cuidados de Saúde) – www.urac.org. O programa de reconhecimento da URAC é uma auditoria independente com o objetivo de verificar se a A.D.A.M. segue padrões rigorosos de qualidade e responsabilidade. A A.D.A.M. está entre as primeiras empresas a conquistar essa importante distinção para informações e serviços de saúde on-line. Saiba mais sobre a política editorial, o processo editorial e a política de privacidade da A.D.A.M. A empresa é também um membro fundador da Hi-Ethics e segue os princípios da Health on the Net Foundation (Fundação da Saúde na Internet) – www.hon.ch.

As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles. 1997- 2011 A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.

Ver de novo