Minha Saúde

enhanced by Google
 

Reações alérgicas

Compartilhar:
Conteúdo exclusivo para o iG no Brasil e usado pelos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos

Definição

Reações alérgicas são sensibilidades a substâncias, chamadas alérgenos, que entram em contato com a pele, o nariz, os olhos, o trato respiratório e o trato gastrointestinal. Elas podem ser inaladas para dentro dos pulmões, engolidas ou injetadas.

Considerações

Reações alérgicas são comuns. A resposta imunológica que causa uma reação alérgica é semelhante à resposta que causa febre do feno. A maioria das reações acontece logo depois do contato com um alérgeno.

Foto: ADAM

Reações alérgicas

Muitas reações alérgicas são brandas, enquanto outras podem ser graves e colocar a vida em risco. Elas podem ficar confinadas em uma pequena área do corpo ou podem afetar o corpo inteiro.

A forma mais grave é chamada anafilaxia ou choque anafilático. Reações alérgicas ocorrem mais frequentemente em pessoas que têm um histórico familiar de alergias.

Uma reação alérgica pode ser provocada pelo contato da pele com plantas venenosas, produtos químicos e arranhões de animais, bem como picadas de insetos.

A ingestão ou inalação de substâncias como pólen, escamas de pele animal, mofos e bolores, poeira, nozes e mariscos também podem causar reações alérgicas. Medicamentos como penicilina e outros antibióticos também devem ser tomados com cuidado para garantir que não seja acionado um reflexo alérgico

Embora a exposição pela primeira vez possa produzir apenas uma reação branda, exposições repetidas podem levar a reações mais graves. Uma vez que uma pessoa tenha tido uma exposição ou uma reação alérgica (está sensibilizada), mesmo uma exposição muito limitada a uma quantidade muito pequena de alérgeno pode desencadear uma reação grave.

A maioria das reações alérgicas graves ocorre dentro de segundos ou minutos após a exposição a um alérgeno. No entanto, algumas reações podem ocorrer após várias horas, especialmente se o alérgeno causar uma reação após ter sido ingerido. Em casos muito raros, as reações se desenvolvem após 24 horas.

Anafilaxia é uma reação alérgica repentina e grave que ocorre minutos após a exposição. A atenção médica imediata é necessária para essa condição. Sem tratamento, a anafilaxia pode piorar muito rapidamente e levar à morte em 15 minutos.

Causas

Alérgenos comuns incluem:

  • Caspa de animais
  • Picadas de abelhas ou de outros insetos
  • Alimentos, especialmente nozes, peixes e mariscos
  • Mordidas de insetos
  • Medicamentos
  • Plantas
  • Pólen

Sintomas

Foto: ADAM

Dermografismo: condição em que coçar levemente a pele levanta pústulas ou vergões. Os pequenos vasos sanguíneos (capilares) dilatam-se, produzindo vermelhidão e inchaço

Sintomas comuns de uma reação alérgica branda incluem:

  • Urticária (especialmente no pescoço e rosto)
  • Coceira
  • Congestão nasal
  • Erupções cutâneas
  • Olhos vermelhos e lacrimejantes

Os sintomas de uma reação moderada ou grave incluem:

  • Cólicas ou dores abdominais
  • Desconforto ou aperto no peito
  • Diarreia
  • Dificuldade para respirar
  • Dificuldade para deglutir
  • Vertigem ou sensação de desfalecimento
  • Medo ou sensação de apreensão ou ansiedade
  • Rubor ou vermelhidão do rosto
  • Náusea e vômito
  • Palpitações
  • Inchaço do rosto, olhos ou língua
  • Fraqueza
  • Respiração com dificuldade ou ruidosa
  • Inconsciência

Foto: ADAM

Prurido (urticária) no braço

A urticária é caracterizada por lesões vermelhas, em relevo e com prurido que são vistas no braço. A maioria das urticárias se desenvolve como resultado de reações alérgicas.

Ocasionalmente, podem estar associadas a doenças autoimunes, infecções (parasitose), drogas, malignidade ou outras causas.
 

Primeiros socorros

Para uma reação branda a moderada:

Acalme e tranquilize a pessoa que tem a reação, já que a ansiedade pode piorar os sintomas.

  1. Tente identificar o alérgeno e fazer com que a pessoa evite contato adicional com este. Se a reação alérgica for de uma picada de abelha, raspe o ferrão da pele com algo firme (como a unha ou um cartão de crédito plástico). Não use pinças; espremer o ferrão liberará mais veneno.
  2. Se a pessoa desenvolver uma erupção com prurido, aplique compressas frias e creme de hidrocortisona vendido sem receita.
  3. Observe se a pessoa apresenta sinais de aumento da aflição.
  4. Obtenha ajuda médica. Para uma reação branda, um médico pode recomendar medicamentos vendidos sem receita (como anti-histamínicos).

Para uma reação alérgica grave (anafilaxia):

  1. Verifique as vias respiratórias, a respiração e a circulação da pessoa. Um sinal de aviso de inchaço perigoso da garganta é uma voz muito rouca ou sussurrada, ou sons roucos quando a pessoa está inspirando ar. Se necessário, comece a respiração artificial e a reanimação cardiopulmonar.
  2. Ligue para 192.
  3. Acalme e tranquilize a pessoa.
  4. Se a reação alérgica for de uma picada de abelha, raspe o ferrão da pele com algo firme (como a unha ou um cartão de crédito plástico). Não use pinças -- espremer o ferrão liberará mais veneno.
  5. Se a pessoa tiver medicamento contra alergia de emergência em mãos, ajude a pessoa a tomar ou injetar o medicamento. Evite medicamento oral se a pessoa estiver tendo dificuldade para respirar.
  6. Tome providências para impedir o choque. Coloque a pessoa deitada, levante os pés dela a aproximadamente 30 cm e a cubra com um casaco ou cobertor. NÃO coloque a pessoa nesta posição se houver suspeita de lesão na cabeça, no pescoço, nas costas ou na perna ou se isso causar desconforto.

Não

  • NÃO suponha que qualquer injeção contra alergia que a pessoa já tenha recebido oferecerá proteção completa.
  • NÃO coloque travesseiro sob a cabeça da pessoa se ela estiver tendo dificuldade para respirar. Isso pode bloquear as vias respiratórias.
  • NÃO dê à pessoa qualquer coisa pela boca se ela estiver tendo dificuldade para respirar.

Veja outras orientações no Guia de Primeiros Socorros do iG Saúde

Ligue imediatamente para a assistência médica de emergência, caso:

  • A pessoa esteja tendo uma reação alérgica grave -- sempre ligue para 192. Não espere para ver se a reação está piorando.
  • A pessoa tenha um histórico de reações alérgicas graves (verifique se há uma etiqueta de identificação médica)

Prevenção

  • Evite desencadeadores como alimentos (veja alergia a alimentos) e medicamentos que causaram uma reação alérgica (mesmo branda) no passado. Faça perguntas detalhadas sobre ingredientes quando estiver comendo fora de casa. Examine cuidadosamente os rótulos de ingredientes.
  • Se você tiver um filho alérgico a determinados alimentos, introduza um novo alimento de cada vez em pequenas quantidades para que você possa reconhecer uma reação alérgica.
  • As pessoas que sabem que já tiveram reações alérgicas graves devem usar uma etiqueta de identificação médica.
  • Se você tiver um histórico de reações alérgicas graves, tenha consigo medicamentos de emergência (como uma forma mastigável de difenidramina e epinefrina injetável ou kit para picada de abelha) de acordo com as instruções do seu médico.
  • Não use sua epinefrina injetável em outra pessoa. Elas podem ter uma condição (como um problema cardíaco) que pode ser afetada negativamente por esse medicamento.

Referências

Schwartz LB. Systemic anaphylaxis, food allergy, and insect sting allergy. In: Goldman L, Ausiello D, eds. Cecil Medicine. 23rd ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2007:chap 274.

Wasserman SI. Approach to the person with allergic or immunologic disease. In: Goldman L, Ausiello D, eds. Cecil Medicine. 23rd ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2007:chap 270.

Todas as doenças
Ver de novo