Em 10 anos, casos crescem 2,5 vezes. Mais notificações e misturas de múltiplos tóxicos estão por trás do aumento

Os casos de intoxicação por drogas bateram recorde no País. Levantamento feito pelo iG Saúde no sistema de notificação da FioCruz mostra que, em 10 anos, o aumento foi de 2,5 vezes.

Em 1999, primeiro ano de análise do Sistema de Informações Tóxico Farmacológicas (Sinitox), foram notificados por médicos e atendentes de saúde de todo o Brasil 2.654 registros de overdose. Já em 2009, último ano disponível e mapeado recentemente, o número subiu para 6.944 casos, um recorde na série histórica de acompanhamento.

Casos de overdose notificados

No ano de 2009, as notificações bateram recorde histórico

Gerando gráfico...
Sinitox

O Sinitox é abastecido pelos centros de toxicologia nacionais, acionados sempre que os especialistas têm alguma dúvida em como tratar o paciente que dá entrada em uma unidade de saúde – públicas e privadas – com suspeitas de envenenamento ou intoxicação.

A população em geral também pode fazer a consulta nestes estabelecimentos antes do primeiro atendimento médico, para saber como agir.

Guia de Primeiros Socorros: Saiba o que fazer em caso de overdose

Por isso, ao mesmo tempo em que o crescimento de registro pode espelhar uma melhora da comunicação de atendimento por parte dos profissionais, o aumento também detecta um fenômeno já descrito pelas unidades que tratam de dependentes químicos.

Segundo os especialistas em álcool e outras drogas, é crescente o número de viciados de múltiplas substâncias. Quando procuram atendimento para desintoxicação, os pacientes relatam ser usuários, de forma simultânea, de cocaína, álcool, maconha e crack.

A mistura de entorpecentes deixa o organismo mais vulnerável à overdose, já alertou o psiquiatra da Universidade Federal de São Paulo, Ronaldo Laranjeira. Outro prejuízo é que o tratamento para o coquetel de drogas viciantes também é mais complexo, já que são necessárias várias abordagens terapêuticas diferentes.

Infográfico: Veja como são os efeitos do crack no corpo

A seguir, leia histórias de pessoas que adoeceram pela dependência química e a interferência dos tóxicos em suas vidas.

crack
Reprodução
crack

Crack faz vida de garoto de 14 anos valer só R$ 10

Maria Eugenia agora é Mel e saboreia a maternidade
Edu Cesar/Fotoarena
Maria Eugenia agora é Mel e saboreia a maternidade

Maria Eugenia Lara superou a dependência do crack após gerar o terceiro filho

Depois de um ano e meio de tratamento, a família Venâncio está completa e sem o crack
Carlos Eduardo de Quadros / Fotoarena
Depois de um ano e meio de tratamento, a família Venâncio está completa e sem o crack

Com a filha Iasmim, pai e mãe superam a dependência das drogas

Sem brindes: alcoolismo aumenta na maturidade
Getty Images
Sem brindes: alcoolismo aumenta na maturidade

A médica que só encontrou o alcoolismo após os 50 anos de idade