Minha Saúde

enhanced by Google
 

Picada de cobra

Compartilhar:

Menos de 30% das cobras brasileiras são venenosas. O veneno de uma jararaca, cascavel ou coral, porém, pode levar à morte em pouco tempo. Por isso, é importante buscar o socorro o mais rápido possível para que o soro antiofídico possa ser aplicado nas três primeiras horas depois do ataque.

Como reconhecer:

A reação à picada depende do tipo de cobra, da parte do corpo mordida, da quantidade de veneno introduzido no organismo, do modo como as presas se prenderam no corpo e do peso da vítima. Imediatamente após a mordida, a pessoa pode começar a sentir:
- dor
- náuseas
- palidez
- pulso fraco
- rigidez na nuca
- visão confusa
- perda da consciência

Como agir:

- Procure imediatamente o serviço de emergência
- Mantenha a vítima calma e deitada
- Lave o local com água abundante
- Não coloque nenhum tipo de substância no local, não faça cortes ou amarre qualquer tipo de material ao local da picada
- Mantenha elevado o pé, perna ou braço atingido
- Se há condições de segurança, leve a cobra (viva ou morta) ao serviço de atendimento de emergência (assim será mais fácil descobrir o soro adequado para tratar a vítima)

Como prevenir:

- Utilize botas ao percorrer locais com mato e arbustos
- Não coloque as mãos em tocas e lugares escuros onde a cobra possa se esconder
- Caso seja preciso manipular esses animais, use luvas adequadas e material de proteção
- Mantenha os terrenos próximos de sua moradia limpos, evitando ratos, animais que costumam atrair esses predadores
- Evite passeios noturnos em áreas onde há cobras (a maioria dos animais mantém hábitos noturnos)
- Não mate emas, seriemas, gaviões e gambás. Eles são predadores naturais das cobras

Todas as emergências
Ver de novo