Tamanho do texto

Autoridade médica britânica alerta sobre o aumento da resistência de diversas bactérias aos antibióticos modernos

BBC

Para Davies, antibióticos estariam sendo receitados sem necessidade
Reprodução
Para Davies, antibióticos estariam sendo receitados sem necessidade

Uma das principais autoridades médicas britânicas fez nesta semana um alerta sobre o aumento da resistência de diversas bactérias aos antibióticos modernos. A professora Dame Sally Davies, principal consultora para assuntos médicos do governo britânico, qualificou o problema como uma das maiores ameaças atuais para a saúde humana. "Os antibióticos estão perdendo a sua eficácia em um ritmo alarmante e irreversível - semelhante ao do aquecimento global", disse Davies.

Siga o iG Saúde no Twitter 

Segundo a médica, o uso desnecessário de antibióticos em casos de infecções leves é o que estaria ajudando a ampliar a resistência de algumas variedade de bactérias, como a E. coli e a causadora da gonorreia. "As bactérias estão se adaptando e encontrando formas de sobreviver aos efeitos dos antibióticos. Elas estão se tornando resistentes e os tratamentos não fazem mais efeito", explicou.

Novos antibióticos
O problema seria agravado pelo fato de que, hoje, haveria relativamente poucas novas variedades de antibiótico sendo desenvolvidas. Apoiada pela Agência de Proteção à Saúde britânica (HPA, na sigla em inglês), Davies fez uma apelo para que pacientes e médicos pensem duas vezes antes de fazer uso desse tratamento.

"Todos parecemos esquecer quanto uma gripe ou resfriado podem fazer com que uma pessoa se sinta mal", disse a médica Cliodna McNulty, da HPA. "Isso talvez faça que, ao menor sinal dessas doenças, acreditemos que precisamos de antibióticos para melhorar. Mas esse não é o caso e outros medicamentos podem ajudar a aliviar as dores de cabeça, dores musculares e coriza", disse.

Saiba mais:
- Cirurgia bariátrica pode alterar o paladar
- Como a obesidade afeta o corpo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.