Tamanho do texto

A empresa, na qual a Air France-KLM é sócia, voa sete vezes por semana para os dois destinos, partindo de Accra (Gana)

Reuters

Esse modelo molecular mostra partes dos vírus do Ebola que os cientistas estudam na tentativa de produzir medicamentos que reduzem a propagação da doença
Science Photo Library
Esse modelo molecular mostra partes dos vírus do Ebola que os cientistas estudam na tentativa de produzir medicamentos que reduzem a propagação da doença

A empresa aérea Kenya Airways irá suspender voos para as capitais da Libéria, Monróvia, e de Serra Leoa, Freetown, devido à epidemia de Ebola no oeste da África, disse a companhia neste sábado (16).

LEIA MAIS: Cenário de ficção científica: veja como hospital alemão se prepara para o ebola

A suspensão de voos começa à meia noite de terça-feira, disse a Kenya Airways em um comunicado. A empresa, na qual a Air France-KLM é sócia, voa sete vezes por semana para os dois destinos, partindo de Accra (Gana).

A companhia disse que tomou a decisão por orientação do Ministério da Saúde do Quênia. O ministério disse anteriormente que quatro casos suspeitos da doença no país foram descartados após testes negativos.

A sul-coreana Korean Airlines suspendeu seus voos para Nairóbi na semana passada, citando riscos com o Ebola.

A Organização Mundial da Saúde disse na sexta-feira que o número de mortos com o vírus na África Ocidental subiu para 1.145.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.