Tamanho do texto

Novo regulamento revisa as normas que estão em vigor desde 2003 e cria sete critérios para enquadramento de medicamentos nessa categoria

Atual lista de remédios sem prescrição inclui antitérmicos, analgésicos, cicatrizantes, antissépticos nasais e antiácidos
Pixabay
Atual lista de remédios sem prescrição inclui antitérmicos, analgésicos, cicatrizantes, antissépticos nasais e antiácidos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou no Diário Oficial da União desta quarta-feira (3) novas regras sobre os medicamentos isentos de prescrição médica. O texto foi aprovado pela no mês passado e considera sete critérios para o enquadramento dos remédios nessa categoria: tempo de comercialização, segurança, sintomas identificáveis, tempo de utilização, ser manejável pelo paciente, apresentar baixo potencial de risco e não apresentar dependência.

LEIA MAIS: Depressão pode estar ligada a 17 variações genéticas, diz estudo

O regulamento revisa as normas que estão em vigor desde 2003. De acordo com o diretor Fernando Mendes, relator da matéria na Anvisa, a mudança vai ajudar a população a encontrar mais informações sobre os remédios .

Para Mendes, brasileiros já utilizam medicamentos tarjados sem prescrição médica. "Se o princípio ativo tem perfil de segurança adequado e a venda passa a ser permitida sem prescrição, a empresa fabricante passa a ter a oportunidade de falar diretamente com a população, informando a posologia e alertando sobre contraindicações e advertências."

LEIA MAIS: Saiba como economizar na compra de remédios com os reajustes de até 12,5%

A Anvisa só vai divulgar a lista atualizada dos medicamentos isentos de prescrição após avaliação dos novos critérios. Hoje, a lista inclui antitérmicos, analgésicos, cicatrizantes, antissépticos nasais, laxantes e antiácidos.

*Com informações do Estadão Conteúdo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.