CoronaVac e vacina de Oxford são aprovadas pela Anvisa para uso emergencial

Votos favoráveis foram feitos tendo em vista o cenário da pandemia no Brasil e do aumento do número de casos de contaminações pelo novo coronavírus (Sars-CoV-)

CoronaVac e vacina da AstraZeneca/Oxford receberam aval da Anvisa
Foto: André Biernath - Da BBC News Brasil em São Paulo
CoronaVac e vacina da AstraZeneca/Oxford receberam aval da Anvisa

A Anvisa aprovou neste domingo (17) o uso emergencial da CoronaVac —  vacina produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac Biotech , e da vacina de Oxford/Astrazeneca, que será produzida também pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Após parecer favorável do corpo técnico composto por cerca de 50 pessoas, os cinco membros da Diretoria Colegiada da agência reguladora realizaram votação.

Votaram de forma favorável: Meiruze Sousa Freitas (servidora e farmacêutica); Romison Mota, servidor interino; e Alex Machado Campos, advogado e ex-chefe de gabinete do Ministério da Saúde na gestão de Luis Henrique Mandetta;

Antonio Barra Torres: Contra-almirante da Marinha e diretor-presidente da agência e Cristiane Rose Jourdan Gomes, médica e bacharel em direito, ainda não terminaram seus votos. No entanto, mesmo que os voto sejam contrários, os três votos favoráveis já concluem a aprovação para o uso emergencial dos imunizantes.

O governo do estado de São Paulo espera aplicar a primeira dose da CoronaVac ainda hoje , durante coletiva de imprensa convocada por João Doria (PSDB) para às 17 horas, no Hospital das Clínicas, em São Paulo.

Matéria em atualização, aguarde novas informações