Tamanho do texto

Variedade de feijão batizada de IAC Formoso tem 10% da quantidade de isoflavonas encontradas na soja

Agência Estado

Estudo inédito do Instituto Agronômico (IAC) de Campinas, em parceria com a Universidade de São Paulo (USP), encontrou quantidade expressiva de isoflavona, ácido que previne doenças do coração , no feijão.

Veja: Alimentos ricos em antioxidantes

Pesquisadores de outros países diziam que a quantidade da substância em um dos alimentos mais consumidos pelos brasileiros era inexpressiva.

Feijões: mais proteínas e isoflavonas
Getty Images
Feijões: mais proteínas e isoflavonas

Os estudos mostraram que a variedade de feijão IAC Formoso tem 10% da quantidade de isoflavona encontrada na soja.

"Esse teor é expressivo, pois o brasileiro come regularmente feijão e não soja", diz o pesquisador Alisson Fernando Chiorato, do IAC.

A substância é usada também na reposição hormonal pelas mulheres. Nos estudos, ficou constatado que a quantidade de isoflavona varia conforme a variedade do feijão.

"A quantidade encontrada no feijão Pérola, que é padrão no mercado, foi de 0,8 mg/grama, enquanto no IAC Formoso foi de 8,92 mg/grama", explica Chiorato.

"Ainda precisamos aprofundar o estudo, mas observamos quantidade elevada de isoflavona também no feijão preto e em fontes relatadas como resistentes ao caruncho e ao fungo Fusarium oxysporum. Possivelmente, quando trabalhamos nossas variedades para resistir às doenças, podemos aumentar indiretamente a quantidade de isoflavona", diz. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia mais notícias sobre alimentação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.