Tamanho do texto

Receita simples de fazer ganha fãs, assume formato comercial e vira febre no verão nova-iorquino

AP

Você já ouviu falar em frutas congeladas batidas? Esse preparo, que tem a consistência de um frozen iogurte, mas não leva leite, gordura ou conservantes, foi o hit do verão nova-iorquino e está vivendo momentos de glória nos Estados Unidos.

Siga o iG Saúde no Twitter

Primeiro se tornou o queridinho de diversos blogs de mães, como uma alternativa saudável de ofertar frutas às crianças. De lá para cá já apareceu no programa “Good Morning America”, inspirou uma linha de eletrodomésticos, uma linha de produtos e uma pequena cadeia de lojas, a The Soft Serve Fruit Co., baseada em Nova York.

E para ser claro, estamos falando de algo que é exatamente o que parece: fruta congelada batida até atingir a consistência de um creme suave, gelado, que lembra um frozen iogurte. Simples assim.

Para Francesca Borgognone, editora de enterenimento do Daily Meal.com, as frutas congeladas batidas são “a resposta aos desejos dos amantes do sorvete”. “Menos calorias, misturadas com todas as delícias contidas no frozen iogurte – pode ser doce, salgado, bem como um snack saudável para qualquer hora do dia”.

As frutas congeladas batidas vêm angariando uma legião de fãs na internet, onde abundam receitas para transformar todos os tipos de frutas congeladas em guloseimas. E é muito fácil de fazer. Um pouco de suco ou água, um saco de frutas congeladas, alguns minutos em um processador de alimentos e o resultado é algo que pede uma casquinha de sorvete.

Basta digitar "soft serve fruit" no Pinterest e ver a enxurrada multicolorida de opções que aparece. E as empresas que produzem eletrodomésticos estão acompanhando a tendência, anunciando aparelhos específicos para fazer sobremesas de frutas congeladas, como a máquina Yonanas que custa cerca de 50 dólares. Naturalmente, a maioria das pessoas apenas usar seus processadores de alimentos ou liquidificadores.

Tanya Steel, editora-chefe da Epicurious.com, já é fã da ideia e mantém bananas bem maduras congeladas no freezer para comer sempre que tem vontade de doce, mas não quer consumir nada supercalórico.

“Comecei a fazer quando meus filhos eram pequenos, numa tentativa de não só reduzir a necessidade constante deles por açúcar, mas a minha própria”, contou Steel, co-autora do livro de receitas “Real Food for Healthy Kids”. Ela tem um site e mantém no ar uma série de receitas de sobremesas de frutas congeladas, algo que suscita um “interesse incrível” dos leitores.

“Esse tipo de produto faz muito sentido. É uma opção doce praticamente livre de culpa e você realmente se sente bem comendo ou dando aos seus filhos”, disse.

++ FOTOS: Conheça os alimentos com calorias negativas

Para Chloe Epstein, sócia da Soft Serve Fruit Co., o amor pelas frutas congeladas e batidas começou com as bananas. Grávida pela segunda vez (no final eram gêmeos), ela ansiava por algo doce, mas ela queria que fosse também saudável. Até então, sua carreira tinha transcorrido dentro do Direito, mas ela estava sempre procurando criar alternativas saudáveis para suas vontades por doce. Decidiu então tentar chegar a sua própria solução.

“Comecei a testar colocando bananas bem maduras, congeladas, em um liquidificador e aprendi, como muitos que gostam de testar coisas na cozinha, que havia uma maneira de criar algo com a consistência cremosa que desejava, mas sem todas as outras coisas (leite, açúcar, etc.)”, contou ela. Os primeiros esforços a encorajaram a incorporar máquinas no preparo e a aprender os passos necessários para garantir consistência e sabor.

O grande desafio foi manter o objetivo inicial de deixaro produto simples – poucos ingredientes – saudáveis e nutricionalmente ricos. Depois de muita tentativa e erro, ela descobriu que frutas, água filtrada e um toque de açúcar orgânico de cana – para evitar que a máquina congelasse demais a mistura, não para adoçar – era o suficiente. Depois de aperfeiçoar a mistura com bananas ela seguiru para manga e maçã, trabalhando com um profissional de alimentos para fazer as coisas direito.

Leia mais: Uma lista (com receita!) de sucos que ajudam a diminuir a barriga

Hoje, Epstein e o marido, Jason, junto com o parceiro de negócios Michael Sloan administram a empresa (que em breve será rebatizada como Chloe’s Soft Serve Fruit Co.) juntos. Eles têm duas lojas, uma no Upper East Side e uma na Union Square, bem como uma loja sazonal em Watermill, Long Island, e distribuem para vários cafés da região. Também estão pensando em abrir uma filial “em algum lugar quente”, como Miami, Atlanta e Los Angeles, e tem planos para expandir o negócio de atacado para estabelecimentos como escolas e universidades. Epstein espera que o interesse nas frutas congeladas e batidas cresça com a busca por uma alimentação mais natural e saudável.

* Por Michelle Locke

Leia mais notícias de alimentação e bem-estar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.