Tamanho do texto

Há quem coma ovos e não os derivados de leite, quem faz exatamente o contrário e quem se priva de tudo isso

Quando a proposta ganhou força, bastava dizer "sou vegetariano" e todo mundo já entendia. Aquela pessoa não comia carne. Simples assim. Com o tempo, é que todos se deram conta de que há mais detalhes por trás da dieta vegetariana do que pensa o senso comum.

Há pelo menos quatro tipos de vegetariano:

- ovolactovegetariano: não come nenhum tipo de carne (vermelha, suína, aves e peixes), mas aceita ovos, leite e laticínios no prato

- lactovegetariano: dispensa os ovos, mas mantém o leite e os laticínios na composição da dieta do dia a dia

- ovovegetariano: consome os ovos, mas não inclui o leite nem os laticínios no cardápio.

- vegano: não utiliza nenhum derivado animal na alimentação e, além disso, recusa componentes animais em roupas (couro, lã e seda, por exemplo) e produtos testados em animais.

A decisão dos vegetarianos vai além da questão de causar a morte a um animal. A lógica é a de que o sofrimento dos animais vai muito além do abate. Ele está na forma como se obtêm os derivados, como leite e ovos, com cadeiras produtoras que levam os animais à exaustão, em confinamentos mínimos.  – vermelha, suína, aves e

Ao tirar carnes e derivados da dieta, o vegano precisa focar sua alimentação em ingredientes que mantenham seu organismo em equilíbrio. Para isso, vale apostar em algumas trocas certeiras. Confira: 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.