Tamanho do texto

Elas devem ser exceção à regra da alimentação saudável, por serem gordurosos, fazer deles um hábito é prejudicial

Se tivesse um rótulo, o sanduíche Ezequiel, vendido em São Paulo, teria escrito assim: 150% da recomendação diária de calorias. É isso mesmo. Nem que você não coma mais nada durante o dia, você já passou muito do limite ao consumir o lanche que tem cinco fatias de carne, dez de bacon e dez de queijo e mede exatamente o tamanho de uma régua escolar: 30 centímetros.

Confira lista de lanches exagerados:

Apesar de inusitada, a iguaria não desfila sozinha na lista de petiscos exagerados. Virou moda. Comidas gigantes, extremamente calóricas ou até mesmo bizarras começam a pipocar por aí e, junto com elas, uma grande quantidade de gorduras, sódio e carboidratos acompanham o prazer de comer.

“Consumir esse tipo de comida faz com que os problemas apareçam a curto prazo”, diz a nutricionista Mirian Martinez, da Beneficência Portuguesa. Ela ressalta que mesmo quem não tem facilidade para engordar sofre com os malefícios causados pelo excesso de gorduras.

“Independentemente de a pessoa ganhar peso ou não, há sobrecarga nos órgãos”, explica Mirian. Gorduras em excesso podem podem sobrecarregar o fígado – levando à esteatose hepática (gordura no fígado), que pode provocar cirrose –, além de causar diabetes, aumentar o colesterol ruim e propiciar aparecimento de doenças cardíacas. “Não tem nada de positivo no excesso”, alerta a nutricionista.

O consumo moderado de gordura, entre 25% a 30% da dieta, é essencial para os neurotransmissores e a formação de hormônios, mas o porcentual presente em um lanche “super” desses visivelmente ultrapassa a quantia diária. “Temos de tomar cuidado porque, quanto maior a porção, maior a tendência de comer mais do que se deve”, alerta a nutricionista. Uma escorregada para um fast food de vez em quando deve ser exceção à regra da dieta saudável. “Exceção”, reforça ela.

Para quem já exagerou, a dica é retomar a alimentação equilibrada já no dia seguinte. “Alguns gostam de fazer uma dieta desintoxicante, como a inserção de chá verde e suco verde (de couve) no dia seguinte do exagero”, diz Mirian. Uma boa ideia, já que a gordura é difícil de ser digerida. “Ao comer demais, a pessoa fica com aquela sensação de empachamento, com o suco e chá, essa sensação pode melhorar um pouco”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.