Tamanho do texto

Em ótima forma, atleta comenta benefícios da alimentação criada por seu avô

Que os lutadores da família Gracie são autoridades em Jiu-Jitsu todos sabem. Mas você sabia que, além da técnica aprimorada, eles também contam com uma “dieta” criada há 65 anos pelo patriarca do clã, Carlos Gracie?

Kyra Gracie, neta de Carlos e primeira mulher da família a se destacar na modalidade esportiva, explica que a regra básica do sistema alimentar seguido pelos Gracie há mais de seis décadas consiste na combinação adequada dos alimentos, com o intuito de evitar inflamações e acidez no organismo durante a digestão.

Kyra e a filha, Ayra: a menina também segue a dieta dos Gracie
Reprodução/instagram @kyragracie
Kyra e a filha, Ayra: a menina também segue a dieta dos Gracie

“O objetivo é manter o pH das refeições o mais neutro possível.” A campeã já apresentou a alimentação da família à filha Ayra, de 1 ano e 4 meses, de seu relacionamento com o ator Malvino Salvador. 

O primo de Kyra, Rorion Gracie, publicou recentemente um livro sobre o tema, intitulado “A Dieta Gracie”.  No livro, Rorion afirma que a mesa de jantar é o principal laboratório do sistema criado pelo seu tio.

“A longevidade e boa saúde daqueles que seguem a Dieta Gracie são a evidência suficiente de que preciso para saber que ela funciona.” 

Apesar de não ser médico nem nutricionista, Carlos desenvolveu a dieta com base em leituras de livros de nutrição e de suas observações sobre os efeitos de diversas combinações alimentares e aplicou seu conhecimento em seus familiares, incluindo seu irmão Helio Gracie, idealizador do chamado “Jiu-Jitsu brasileiro”. 

Kyra conta que o avô lutava jiu-jitsu aos 92 anos de idade por seguir a dieta Gracie
Reprodução/instagram @kyragracie
Kyra conta que o avô lutava jiu-jitsu aos 92 anos de idade por seguir a dieta Gracie

Sobremesas, refrigerantes, bebidas alcoólicas e carne de porco são os únicos itens proibidos nesse sistema alimentar. As frutas, como o açaí, são fundamentais. De resto, o praticante precisa apenas evitar combinar alguns tipos de alimentos e procurar fazer as refeições em intervalos de 4 horas. 

Veja abaixo alguns comentários de Kyra sobre a dieta da família: 

C&V: Quais os benefícios da Dieta Gracie?

Minha família é a prova viva dos benefícios da alimentação Gracie. Meu avô Carlos Gracie, por exemplo, ainda praticava Jiu-Jitsu aos 92 anos de idade, estava sempre ativo, era forte, magrinho e não tinha problemas de saúde como os avós da maioria das minhas amigas, que são mais gordinhos e sedentários.

C&V: Desde que idade você segue a alimentação da família?

Na verdade, essa é a minha alimentação desde pequena, eu nasci seguindo a alimentação Gracie por causa da minha família, todos se alimentavam dessa forma e, claro, me educaram igual. Sempre comi muitas frutas, tomava açaí na mamadeira, lá em casa tudo isso é muito natural.

C&V: Os princípios dessa dieta já foram introduzidos no cardápio da sua filha?

Já sim. Nos primeiros meses eu apenas amamentei, porém, com o tempo fui introduzindo frutas e outros alimentos saudáveis no cardápio da Ayra, mas, com certeza, ela vai seguir a alimentação da família.

C&V: Na sua opinião, qual o maior desafio dessa dieta?

KG:  A alimentação Gracie não é uma dieta, mas sim a combinação adequada dos alimentos que são divididos em tabelas que combinam ou não entre si. O objetivo principal é manter o pH das refeições o mais neutro possível, para que seu corpo não gaste energia à toa. 

Na minha opinião, o mais difícil é as pessoas conseguirem seguir uma alimentação saudável na correria do dia a dia, pois muitos acabam optando por alimentos mais práticos e processados.

Kyra Gracie segue a dieta criada pelo patriarca do clã de lutadores de jiu-jitsu há 65 anos
Reprodução/instagram @kyragracie
Kyra Gracie segue a dieta criada pelo patriarca do clã de lutadores de jiu-jitsu há 65 anos

Em dezembro, lancei o meu primeiro aplicativo o “Gracie Fit”, que vai ajudar os usuários a montar suas refeições com base na combinação de alimentos. Além disso, o aplicativo ainda disponibiliza várias receitas e dicas que vão ajudar as pessoas a terem uma refeição rica e, consequentemente, uma vida mais saudável e longa.

C&V: Você acha que é difícil para uma pessoa já adulta começar a fazer essa reeducação alimentar? Que dica você daria para quem quer começar?

KG: Com foco e determinação tudo é possível! Porém, a dica é começar devagar, não queira mudar completamente o seu cardápio de um dia para o outro, vá adaptando receitas e preferindo comida de verdade em vez de lanches e processados, quando perceber estará seguindo uma alimentação mais saudável.

Agora uma dica para quem faz atividades físicas e quer ter uma alimentação saudável: o que você costuma ingerir antes dos treinos e das competições?

No pré-treino, 10 minutos antes, tomo 3 colheres de sopa de abacate ou avocado e uma colher de óleo de coco. Se já tiver comido antes, eu apenas como uma colher de mel manuka [mel produzido na Nova Zelândia, considerado o mais completo do mundo].

Fonte: Site Coração & Vida (coracaoevida.com.br)

Leia mais sobre saúde

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.