Tamanho do texto

Quem come fibras regularmente tem índices menores de doenças cardiovasculares

Fibras: elas protegem o coração
Getty Images
Fibras: elas protegem o coração

Uma nova pesquisa norte-americana mostra que adultos jovens e de meia idade que ingerem grandes quantidades de fibras estão menos propensos a sofrer doenças cardíacas ao longo da vida.

As novas descobertas complementam pesquisas anteriores que relacionam a alimentação rica em fibras a índices mais baixos de pressão arterial alta, obesidade e colesterol alto.

Leia: Dieta rica em fibras pode prolongar a vida

Pesquisadores da Northwestern University chegaram a esta conclusão depois de analisar os resultados de pesquisas realizadas entre 2003 e 2008 com 11.079 participantes, todos eles acima dos 20 anos e com idade média de 46 anos. Aproximadamente a metade dos participantes era mulheres, 22% de raça negra e 27% de origem mexicana.

Os participantes foram divididos em quatro grupos, com base na quantidade de fibras que ingeriam diariamente. Os pesquisadores fizeram, então, um prognóstico dos riscos de doenças cardíacas baseando-se em fatores como pressão arterial e tabagismo.

O estudo mostrou que as pessoas nas faixas etárias dos 20 aos 39 anos e dos 40 aos 59 anos que consumiam maior quantidade de fibras apresentaram riscos significantemente inferiores de desenvolver doenças cardiovasculares.

As descobertas foram apresentadas neste mês em Atlanta (EUA) durante uma reunião da Associação Americana do Coração, cujo tema era nutrição, atividades físicas, metabolismo e doenças cardiovasculares. Pesquisas apresentadas em encontros médicos são consideradas preliminares até que sejam sujeitas à avaliação rigorosa que antecede a publicação das mesmas em periódicos especializados.

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.