Tamanho do texto

Especialistas alertam, no entanto, que elas não devem ser banidas do cardápio

selo

Ketchup e maionese: alçados erroneamente ao posto de vilões
Getty Images
Ketchup e maionese: alçados erroneamente ao posto de vilões
Nem mesmo pacientes com doenças cardiovasculares, que deveriam ter mais cuidado em suas escolhas alimentares, sabem diferenciar as gorduras boas para o coração daquelas que provocam o entupimento das artérias. Essa é a conclusão de uma pesquisa feita com 600 pacientes cardíacos atendidos pelo Instituto Dante Pazzanese, em São Paulo.

SIGA O IG SAÚDE NO TWITTER

A amostra de entrevistados contou com pacientes de todas as classes sociais. A maioria deles, ou 55% do total, acredita que a gordura do tipo insaturada deve ser evitada pelos cardíacos. Na verdade, essa classe de gordura ajuda a aumentar o colesterol bom e a diminuir o colesterol ruim - um saldo positivo para o coração, portanto.

A pesquisa mostrou ainda que alguns alimentos com fama de vilões entre os pacientes, na realidade têm uma boa composição nutricional: é o caso da maionese, por exemplo. Mais de 84% dos entrevistados disseram acreditar que o alimento tem uma quantidade alta de colesterol e 74,4% afirmaram que o teor de gordura saturada também é alto. Mas esse tipo de produto, hoje, é pouco calórico e apresenta baixo teor de gordura, garantem os médicos.

Presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), Durval Ribas Filho afirma que a má fama da maionese é resultado do modo como ela era produzida antigamente. “A maionese caseira tinha grande quantidade de gordura. Hoje, a indústria alimentícia conseguiu um perfil nutricional muito melhor para esse produto”, avalia. Outro ‘injustiçado’ é o ketchup: 85% dos pacientes afirmaram que o produto, à base de tomate, é ruim para a saúde. 

Alimento mau

No entanto, especialistas alertam que a gordura, de um modo geral,não deve ser tratada como vilã. Basta saber qual é a melhor forma para consumi-la. O cardiologista Miguel Moretti, do Hospital São Luiz, explica que todos os tipos de gordura têm seus efeitos positivos. “Ela é fonte e reserva de energia, atua na absorção das vitaminas A, D, E e K e na formação de alguns hormônios”, diz. O banimento da gordura, portanto, é desaconselhado.

O presidente da Associação Brasileira de Nutrologia(Abran), Durval Ribas Filho, lembra que as membranas de todas as células do organismo têm um elemento gorduroso: os fosfolipídios. O nutrólogo esclarece que até 30% das calorias diárias indicadas para uma pessoa podem vir das gorduras. Desse total, 8% pode ser do tipo Saturada. As informações são do Jornal da Tarde.

Veja também:
O perigo da dieta das musas
Gelatina: a sobremesa para comer sem culpa
Sucos para perder a barriga

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.