Tamanho do texto

Pesquisa revela: mulheres que fazem uma “boquinha” no meio da manhã perdem menos peso do que quem pula o lanchinho

Café com leite e bolo: lanchinho da manhã pode prejudicar a dieta
Getty Images
Café com leite e bolo: lanchinho da manhã pode prejudicar a dieta
Está de dieta ? Talvez  seja bom reconsiderar o lanchinho da manhã. Em um estudo de 12 meses feito com 123 mulheres com sobrepeso ou obesas, aquelas que faziam uma “boquinha” entre o café da manhã e o almoço perderam menos peso do que aquelas que pularam o snack matutino.

Veja: Você é o que você come

A constatação pode não estar ligada à hora do dia, mas sim ao curto intervalo entre o desjejum e o almoço, explicou Anne McTiernan, diretora da divisão de Ciências da Saúde Pública do Centro Fred Hutchinson de Pesquisa do Câncer e autora do estudo.

“Lanchar, em si, não é ruim. O que mais conta é o que você come. Se começar a fazer lanchinhos no período da manhã, pode acabar comendo mais durante todo o dia e ingerindo calorias a mais”, diz ela.

Lanchar de forma inteligente pode ser parte de um plano de perda de peso, observa McTiernan, mas o momento de lanches, a frequência com que se come e a qualidade de todos os snacks consumidos também devem ser consideradas.

O estudo está publicado na edição de dezembro do periódico científico da American Dietetic Association e foi financiado pelo Instituto Nacional do Câncer e pelos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA.

McTiernan dividiu mulheres com idades entre 50 e 75 anos em dois grupos: o primeiro recebeu apenas um programa de dieta e o segundo recebeu o programa somado a uma rotina de exercícios. As mulheres do primeiro grupo comeram de 1.200 a 2.000 calorias por dia, dependendo do peso inicial no estudo. As do grupo dieta + exercícios também comeram menos calorias e, além disso, se exercitaram por 45 minutos cinco vezes por semana. Todas as participantes receberam aconselhamentos sobre nutrição, mas sem instruções específicas sobre os lanches entre refeições.

Siga o iG Saúde no Twitter

As mulheres registraram o tempo, o tipo e a frequência das refeições em um dia normal, permitindo aos pesquisadores identificar nessa rotina alimentar as calorias provenientes de gorduras e fibras, frutas e hortaliças, além de outras informações.

No início do estudo, o índice médio de massa corporal (IMC) foi de 31,3. (Um IMC de 30 é classificado como obesidade.) A perda de peso nos dois grupos foi semelhante. As mulheres do grupo de dieta perderam apenas 10% do peso corporal e as do grupo de dieta e exercícios perderam 11,6% após um ano.

Calcule seu IMC

No entanto, os padrões de lanche estavam ligados ao quanto foi perdido de peso. As que lanchavam no meio da manhã perderam cerca de 7% de seu peso corporal total, mas aqueles que não faziam o lanche do meio da manhã perderam 11,5%, de acordo com o relatório. Mais mulheres lanchavam no período tarde do que pela manhã. Lanchar é apropriado se o intervalo entre as refeições é longo, como cinco horas ou mais, diz McTiernan.

Comentando o estudo, Connie Diekman, diretora da Faculdade de Nutrição da Universidade de Washington, em St. Louis (EUA), disse que lanchar adequadamente é fundamental.

“Embora não seja possível concluir a partir de apenas este estudo, lanchar pela manhã pode não ajudar tanto para o controle do peso quanto lanchar mais para o final do dia. Mais estudos são necessários para avaliar se essa conexão é real, e se ela está relacionada às escolhas alimentares ou se é apenas uma diferença entre indivíduos”, acrescentou.

Lanchar pode ajudar a impulsionar o estado nutricional e muitas vezes ajuda a gerenciar a fome emocional, mas a chave é escolher as opções certas de lanche”, explicou Diekman.

Faça o teste e descubra o tamanho da sua fome emocional

“Uma vez que este estudo foi feito em mulheres acima do peso, seria útil verificar se resultados semelhantes ocorrem em mulheres com peso normal, ou em mulheres pós-menopausa”, ponderou ela.

Até que mais pesquisas sejam feitas, McTiernan incentiva as pessoas de dieta a limitarem seus lanches a 200 calorias. Snacks saudáveis incluem iogurte com baixo teor de gordura, queijo magro ou um punhado de nozes, ela suge. Outras boas escolhas são de vegetais sem amido (evite batata e milho), frutas frescas e biscoitos integrais.

* Por Kathleen Doheny

Leia mais sobre dietas:
Dieta detox: uma semana para limpar o corpo
Emagreça com a dieta da aveia

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.