Tamanho do texto

Nutricionistas falam sobre os benefícios e malefícios do camarão na moranga, baião de dois, caldo de mocotó e buchada de bode

No tabuleiro da baiana tem muito sabor, mas muita gordura e calorias. A boa notícia é que algumas delícias gastronômicas do Nordeste podem ficar mais saudáveis com algumas substituições.

No Comida: Viaje pelos sabores do Brasil

Convidamos as experts Natalia Colombo, Paula Crocks e Paula Fernandes Castilho para fazer um raio-x dos pratos típicos da região. A seguir, elas falam sobre os malefícios, benefícios e dão alternativa de ingredientes para deixá-los mais "magros".

Leia também: O raio-x gastronômico e nutricional do Sudeste
O raio-x gastronômico e nutricional do Sul
O raio-x gastronômico do Cerrado

Baião-de-dois
Divulgação
Baião-de-dois
Baião de dois: A base do prato é feijão-de-corda já cozido. Ao arroz, acrescenta-se jabá (carne seca) e queijo de coalho para deixar o prato completo. Vai à mesa acompanhada por paçoca (carne de sol socada no pilão com farinha e temperos).

Quais os benefícios desta combinação? Toda preparação que tenha como base o arroz e o feijão pode oferecer vários benefícios: eles se completam. Além dos nutrientes presentes em cada um deles separados, quando juntos eles fornecem uma proporção muito interessante de aminoácidos. O arroz é rico em metionina (que tem muito pouco no feijão), e o feijão é rico em lisina (que tem pouco no arroz). Essa combinação pode oferecer diversos benefícios para a saúde.

Quais os pontos desfavoráveis? Tem alto valor calórico, cerca de 130 calorias a cada 2 colheres de sopa (ou 30gr) e uma grande quantidade de gordura saturada. No seu preparo é utilizada uma grande quantidade de manteiga de garrafa. Além disso, o jabá é uma carne bastante gordurosa. Quando servido com a paçoca, o valor calórico do prato, assim como a quantidade de gordura saturada, aumenta mais ainda.

Como trazer mais saúde para o prato? Para deixar o prato mais saudável, o arroz branco pode ser substituído pelo integral. A manteiga pode ter sua quantidade diminuída na preparação ou substituída por azeite de oliva extravirgem (que é rico em gordura monoinsaturada). O queijo coalho pode ser trocado por queijo branco, que é menos gorduroso. E o jabá, ou carne de sol, pode ser substituído por músculo cozido desfiado.

Caldo de Mocotó
Divulgação
Caldo de Mocotó
Caldo de mocotó: É feito com a carne extraída da pata do boi, que tem grande concentração de colágeno – é a ele que se deve a consistência pegajosa do caldo. A receita leva também feijão, pedaços de linguiça e de tripas, e cozinha por horas. No final, acrescenta-se coentro ao caldo.

Quais os benefícios desta combinação? É um prato essencialmente protéico uma vez que contém carne de boi, feijão, linguiças e tripas. Além disso, o mocotó fornece uma boa quantidade de colágeno (proteína estrutura) importante principalmente para a saúde dos nossos ossos e para a flexibilidade dos tendões e ligamentos. O feijão fornece aminoácidos importantes para a produção de proteínas, hormônios e enzimas do organismo. Um terceiro ponto favorável é a presença do coentro, erva com propriedades antioxidante e anti-inflamatória.

Quais os pontos desfavoráveis? A linguiça e as tripas não são uma boas opções para o mocotó, pois contêm muita gordura. Além disso, por ser defumada, a linguiça é cheia de sal e conservantes, que podem aumentar o risco de doenças crônicas como hipertensão , diabetes , doenças cardíacas e câncer .

Como trazer mais saúde para o prato? Acrescente vegetais picados à preparação, diminua ou evite usar a linguiça e as tripas. Para dar sabor a preparação pode ser utilizado pimentas e ervascomo coentro, salsinha, manjericão ou sálvia.

Camarão na moranga
Getty Images
Camarão na moranga
Camarão na Moranga: Trata-se de uma moranga fartamente recheada com um molho à base de queijo catupiry, leite de coco e camarões grandes.

Quais os benefícios desta combinação? É um prato rico em mineirais como zinco, selênio e magnésio. Os nutrientes existentes fazem bem para o sistema de defesa do organismo. Também reforçam a parte cerebral responsável pela memória, protegem a pele e potencializam o bom funcionamento do sistema nervoso.

Quais os pontos desfavoráveis? O catupiry é o grande responsável pelos pontos negativos deste prato típico. O camarão já é um crustáceo rico em colesterol e o queijo, além de calórico, agrega muita gordura saturada.

Como trazer mais saúde para o prato? Substituir o catupiry por creme de ricota e utilizar leite de coco ligth.

Buchada de bode
Agência Estado
Buchada de bode
Buchada de bode: Miúdos do bode, incluindo intestino, fígado, rim, coração e pulmão (conhecido como bofe) são picados, temperados, refogados com sangue e pimenta e inseridos no estômago (bucho) do animal. Depois, a buchada é cozida por até cinco horas para, então, ser servida com pirão e arroz.

Quais os benefícios desta combinação? A carne é uma ótima fonte de proteína, além de ser rica em ferro e sais minerais. Além disso, é uma refeição completa e que equilibra o organismo.

Quais seriam os pontos desfavoráveis? É um prato extremamente gorduroso, não aconselhado para cardíacos e com pouca possibilidade de substituição por ingredientes mais saudáveis.

Como trazer mais saúde para o prato? Já que para ter buchada não é possível abrir mão da carne do bode, a orientação é amenizar nos acompanhamentos. Em vez de arroz branco prefira o arroz integral. Se possível, abra mão do pirão.

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.