Tamanho do texto

Nutricionistas explicam os benefícios e malefícios dos pratos típicos do Sul e ensinam a deixar essas refeições mais saudáveis

A culinária do Sul tem como representante mais conhecido o típico churrasco gaúcho. Mas além da carne bem temperada, outros pratos tradicionais compõem as refeições do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O iG Saúde pediu aos nutricionistas que avaliassem a qualidade nutricional de alguns dos pratos típicos da região. Confira os prós e contras do barreado, do camarão a alho e óleo e do tradicional churrasco e aprenda dicas para torná-los mais saudáveis.

Confira o raio-X nutricional da feijoada, do tutu, da moqueca capixaba e do virado à Paulista
Leia também no Comida a história da culinária brasileira

Barreado: vedada com farinha, a panela de barro retém todos os gostos e aromas deste típico cozido
Divulgação/Restaurante Tordesilhas
Barreado: vedada com farinha, a panela de barro retém todos os gostos e aromas deste típico cozido
Paraná

Barreado : a base do prato é músculo do boi, goma de mandioca e farinha de mandioca transformada em pirão.

Quais os benefícios desta combinação? Oferece diversas fontes de energia, além da carne ser rica em cálcio, ferro, fósforo e proteína. A mandioca também é energética, além de ser fonte de vitaminas do Complexo B e sais minerais.

Quais os pontos desfavoráveis? É extremamente calórico, podendo extrapolar as quantidades de gorduras nocivas ao coração .

Confira a dieta que faz você perder até 5 quilos em um mês

Como trazer mais saúde para o prato? Para reduzir as calorias, o ideal é não comer a farinha de mandioca e retirar a gordura da carne antes da preparação. O arroz que acompanha a carne pode ser o integral, mais saudável e com mais fibras, nutrientes mais escassos no Barreado.

Camarões ficam mais nutritivos acompanhados por saladas
Divulgação
Camarões ficam mais nutritivos acompanhados por saladas
Santa Catarina:

Camarão alho e óleo

Quais os benefícios desta combinação? O camarão é um crustáceo rico em proteínas e 100 gramas dele têm 82 calorias. Já o alho é um tempero natural que reforça o sistema imunológico , sendo uma importante arma contra as doenças. Alguns óleos, se usados no preparo, também são benéficos à saúde, como o de girassol.

Quais os pontos desfavoráveis? O camarão é rico em colesterol e sua carne é constituída basicamente por gorduras.

Atenção: camarão esté entre os "tops" da intoxicação alimentar

Como trazer mais saúde para o prato? Trocar óleos ricos em gordura saturada, como manteiga e óleos de origem animal e de palma por outros ricos em gordura não saturada, como azeite de oliva e óleo de girassol, ajudam a tornar o prato mais saudável. O óleo de coco é outra opção que acelera o metabolismo e ajuda a emagrecer .

Churrasco: a carne na brasa fica menos gordurosa
Getty Images
Churrasco: a carne na brasa fica menos gordurosa
Rio Grande do Sul

Churrasco: No verdadeiro churrasco gaúcho, as carnes são temperadas apenas com sal grosso e assadas na brasa. Vários cortes bovinos, incluindo costela e matambre (capa da costela) podem ser recheados com legumes, linguiça e ovos.

Pesquisa absolve carne vermelha na dieta

Quais os benefícios desta combinação? As carnes são fontes de energia e proteínas e quando preparadas na brasa têm a quantidade de gordura reduzidas. Os ovos são ricos em gorduras boas, proteínas e antioxidantes. Já os legumes, em especial os de cor verde-escura, ajudam no bom funcionamento do organismo.

Quais os pontos desfavoráveis? O sal grosso é um dos principais vilões do churrasco, por ser extremamente rico em sódio, um inimigo do coração. As placas de gordura das carnes, quando não retiradas, também comprometem o sistema cardíaco. O ovo, quando frito, perde a maior parte dos nutrientes.

Você conhece a picanha dos vegetarianos?

Como trazer mais saúde para o prato? Temperar as carnes com menos sal e acrescentar ervas naturais, como o tomilho, já melhora a qualidade nutricional do churrasco. Não ingerir as gorduras aparentes também são alternativas, assim como consumir o ovo mexido ou poché. O arroz, quando acompanha, pode ser o integral, que aumenta a sensação de saciedade.

Siga lendo sobre alimentação saudável

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.