Tamanho do texto

Fisioterapeuta orienta: ter expectativas e metas realistas é um dos segredos para não desistir no meio do caminho

Corrida: treinar em dupla ou em grupo é uma das dicas para não desistir
Getty Images
Corrida: treinar em dupla ou em grupo é uma das dicas para não desistir
Começar a correr é uma ótima forma de aumentar o condicionamento físico. Os novatos, no entanto, precisam ter expectativas realistas sobre o comprometimento necessário para alcançar as metas de emagrecer, definir músculos ou simplesmente sair do sedentarismo no ano que começa.

Leia a coluna Corrida , de Yara Achôa

“A corrida é um esporte que aceita muito os iniciantes. É uma boa maneira de se manter ativo em todas as idades e é uma escolha saudável para quem se estabeleceu como meta de ano-novo entrar em forma. Antes acreditávamos que correr poderia arruinar as articulações. Hoje, diversos estudos feitos nos últimos anos sobre corrida, envelhecimento e artrite refutaram essa ideia” diz Chris Sebelski, professora-assistente de fisioterapia na Saint Louis University (EUA).

Quer começar a correr? Que tal tentar o Programa de Exercícios do iG Saúde?

Primeiro, é preciso se preparar e elaborar um plano realista, não só para começar a correr, mas para permanecer nesta nova rotina. Sebelski oferecidas as seguintes dicas para ajudar os corredores a atingir esses objetivos:

1) Faça um check-up. Clínicos gerais e cardiologistas devem ser informados sobre os planos de começar a correr, para poder ajudar a prevenir lesões ou outros problemas de saúde. “Lembre: é muito melhor evitar lesões do que tentar se recuperar delas”, alerta a fisioterapeuta.

Leia: O que é e quando fazer um check-up

2) Estabeleça metas razoáveis. É fácil ficar entusiasmado no início de um novo programa de exercícios, mas quem ficou inativo por muito tempo pode se cansar facilmente. Começar devagar permite que o corpo se acostume com uma nova atividade. “Faça de seus objetivos algo pessoal”, diz a especialista. “Se o exercício é diário, a chave é pensar em cada passo em seu tempo e comemorar as pequenas vitórias.”

3) Espere retrocessos. Ocorrências comuns, como resfriados, e conflitos de agenda entre compromissos do trabalho e questões de família podem bagunçar um programa em andamento. Sebelski aconselha os corredores a ajustar seus treinos e não jogar a toalha caso tenham um dia de “folga” no treinamento. “Quando você suspeitar que não vai conseguir completar a rotina normal de exercícios, avalie a situação e estabeleça uma meta para esse dia. E sempre faça algo. Oito minutos é melhor do que nada” diz ela.

4) Coma de forma inteligente. Quando começam a correr regularmente as pessoas normalmente queimam mais calorias e sentem mais fome. É importante, observa a fisioterapeuta, escolher os alimentos com sabedoria e priorizar proteínas magras e cereais integrais. Também é importante beber muita água.

Leia: Exercícios em jejum, pode?

5) Adicione variedade ao treino. Fazer cross-training ou incluir outras formas de exercício no programa de treinamento irá ajudar a atingir objetivos. “Correr em si é um esporte para o corpo todo. As pessoas pensam que a atividade é concentrada nas pernas, mas isso não é verdade. Ela afeta braços, costas, tronco e quase todos os músculos do corpo”, explica Sebelski. “Praticar cross-training é útil porque fortalece esses outros músculos e evita o risco de lesões decorrentes da execução de movimentos repetitivos diariamente.”

Leia: Varie a corrida e vá para as montanhas

6) Reforce músculos das costas e do abdome. Sebelski recomenda ioga e Pilates para ajudar nessa tarefa – eles beneficiam também a região pélvica. “Há uma ligação grande entre a força dessas musculaturas e a respiração. Ter a região fortalecida auxilia na postura, que por sua vez irá tornar mais fácil respirar”, ensina ela.

Veja: Dicas de exercícios de Pilates com bola

7) Mantenha o foco. Após o primeiro ou segundo mês os novos corredores podem perder um pouco do entusiasmo para o esporte, já que o trabalho é duro. Sebelski recomenda formar um grupo de corrida ou se juntar a outros corredores e estabelecer com eles metas que ajudem a manter a motivação.

Siga lendo notícias de Bem-Estar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.