Tamanho do texto

Contratar um personal trainer online é mais barato que o presencial. Você está pronto para esse tipo de programa? Veja vantagens e desvantagem

Você já pensou em ir à academia para cumprir um treino personalizado e ainda contar com um personal trainer para tirar qualquer dúvida, a qualquer hora, com apenas uma mensagem por WhatsApp? Essa é a ideia do personal trainer online, que ainda tem a vantagem de cobrar bem menos do que um profissional presencial.  

Pronto para treinar sozinho? Veja as dicas para contar com um professor à distância
Thinkstock/Getty Images
Pronto para treinar sozinho? Veja as dicas para contar com um professor à distância


O serviço de montar planilhas de treinos para serem feitos à distância e o acompanhamento por Skype e troca de mensagem já é uma tendência na opinião do educador físico Luis Otávio Moscatello, o Tavicco, que também é especialista em capacitar personal trainer e um dos percursores no Brasil em oferecer serviço personalizado no Brasil.

Geralmente quem procura pelo novo tipo de serviço é um aluno que já frenquenta academia, conhece seu corpo e alguns exercícios e quer um treino mais personalizado, sem ter a necessidade de um professor ao lado o tempo todo. 

Veja as vantagens e desvantagens de ter um personal por WhatsApp e confira dicas para contratar esse serviço: 

Como funciona? 

O profissional tenta ao máximo conhecer o aluno antes de montar o treino. "Peço que me envie uma avaliação física, fotos de frente, de costas e de lado (o que ajuda a avaliar a postura) e responda a diversas perguntas, a anaminese, para eu saber qual o histórico, se o aluno já teve alguma lesão", explica Gabriel Baú, educador físico e personal trainer em Londrina (PR). Outros professores preferem um primeiro contato ao vivo com aluno para acompanhar os treinos iniciais e, a partir daí, prescrever os exercícios que serão executados à distância. 

Um leigo vai ficar perdido, não vai saber qual o aparelho e nem a maneira correta de usá-lo. Quem já treina, sabe o que é um agachamento e como fazer isso, por exemplo", diz Rafael Ribeiro, personal trainer

Após esse primeiro contato, começam os treinos. As planilhas, com exercícios específicos para os objetivos daquele aluno, duram de um a dois meses. E é recomendado que o aluno frequente uma academia. "Ele vai ter um treino seu, mas peço que procure um professor na academia caso tenha dúvida em algum exercício", alerta Gabriel. "Ou o aluno pode me perguntar e mando um vídeo demonstrando como se faz o exercício. Se for preciso, abro uma conversa na webcam e vou fazendo os movimentos junto com o aluno", completa o personal. 

Treino com personal online é indicado para alunos mais experientes
douglas magno
Treino com personal online é indicado para alunos mais experientes

Qualquer um pode fazer?

Como o aluno não terá um professor a seu lado, esse tipo de treino, de acordo com especialistas, é mais indicado para quem já tem consciência corporal e vivência com os exercícios. É o caso da dentista Sharon Halpem. 

"Treinava musculação havia muito tempo e há um ano estou fazendo os treinos online com a Drucilla Donatto (personal trainer e fisiologista do exercício pela Unifesp). Buscava um treino individual, feito para mim", comenta Sharon. A dentista diz ainda que, como já tem experiência com as atividades físicas, conseguiu se adaptar bem e entender quais exercícios deveria realizar e como fazer isso para não se machucar. Drucilla reforça: "Só passo treinos para alunos avançados, que se responsabilizam pelos movimentos executados". 

Se você é um novato nas atividades, esse tipo de treino à distância pode ser arriscado. "Um leigo vai ficar perdido, não vai saber qual o aparelho e nem a maneira correta de usá-lo. Quem já treina, sabe o que é um agachamento e como fazer isso, por exemplo", diz Rafael Ribeiro, personal trainer e que comanda o site e o canal do YouTube Exercícios em Casa. 

Disciplina x flexibilidade de horários

Mesmo se você for um aluno experiente, se optar por um personal online, lembre-se que precisará de disciplina em dobro. "O aluno tem de ser disciplinado e montar a sua rotina de exercícios porque não tem o compromisso de encontrar o professor naquele horário na academia. Geralmente, monto uma planilha de treino de dois meses e o aluno me paga adiantado. Isso é até uma forma de incentivo para que ele continue os exercícios, afinal, já pagou pelo treino", diz Rafael. 

Programa-se para manter regularidade nas atividades ´físicas
Thinkstock/Getty Images
Programa-se para manter regularidade nas atividades ´físicas


Sharon só vê vantagem no treinamento à distância. "Tem de ter essa responsabildiade, mas sou muito disciplinada. E tenho a vantagem de montar meus horários. Se tiver um tempo hoje, eu posso ir à noite. Ou posso ir de manhã para academia", fala a aluna. 

Contato direto com o professor

À distância, o professor também precisa se desdobrar para motivar o aluno. E por isso o WhatsApp é fundamental. "Sempre que monto o treino, mando uma mensagem perguntando como aluno está se sentindo. Depois, continuo acompanhando. Se o aluno estiver muito sumido, mando uma mensagem e tento cobrar", conta Rafael Ribeiro. 

Gabriel Baú tem uma rotina de cobrança com seus alunos: "A cada quatro semanas, peço que o aluno me mande uma avaliação e, se possível, fotos para que eu possa acompanhar a evolução deles. É preciso ter esse feedback."

Presencial + online 

Tavicco passa treinos online apenas para alunos que já conhece pessoalmente. Para ele, o ideal é mesclar treinos presenciais com aqueles à distância. O professor conhece o aluno, o acompanha em alguns treinos para, a partir daí, monta a planilha com os exercícios.

"Por exemplo, eu faço seu treino, mas você mora longe e eu não te conheço. Como vou conseguir acompanhar sua progessão de carga?", questiona Tavicco. "Dá para conversar e tirar dúvidas por mensagens, mas acho que é ideal é encontrar o aluno. Podemos marcar uma vez por mês para ter um controle, acompanhar o aluno e ensiná-lo", sugere. "É preciso um acompanhamento mútuo", completa. 

Profissionais indicam ao menos algumas aulas ao lado do professor
Thinkstock
Profissionais indicam ao menos algumas aulas ao lado do professor


Quanto custa?

Em um ponto, os profissionais concordam: o personal online é bem mais barato que o presencial. Segundo Gabriel Baú, o professor à distância fica até sete vezes mais barato que o ao vivo. 

O personal trainer com acompanhamento à distância cobra entre R$ 100 e R$ 300 por planilha de treino. Já o preço do personal tradicional é em média de R$ 100 hora/aula (em contar o plano da da academia). 

Se você optar por esse tipo de treino, sentir-se seguro em se aventurar sozinho na malhação, Tavicco dá algumas dicas importantes: "É fundamental procurar um professor regulamentado. Além disso, ele deve ter aparatos para fazer o acompanhamento."

Em um treino de corrida, por exemplo, não basta o aluno falar para o professor que completou o percurso de 10 km. O ideal é ter detalhes como frequência cardíaca, qual foi o pico do esforço. Tanto professor quanto aluno precisam de uma comunicação afiada para manter essa conversa em dia.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.