Tamanho do texto

Ano já começou e é hora de encarar a malhação. Professor Cirilo Becher​ mostra como voltar para academia e especialistas ensinam a incluir exercícios de uma vez na rotina

Se suas resoluções para o Ano Novo incluíam dedicar mais tempo a exercícios e cuidados com o corpo, você está no lugar certo. Se não fez nenhuma promessa, tudo bem, as dicas valem para começar a se mexer e tornar 2016 um ano mais saudável. Conversamos com especialistas das academias BodyTech e Cia Athletica e eles ensinam a deixar o sedentarismo de lado de uma vez por todas. 

E como o ano já começou, é hora de encarar a malhação. O educador físico Cirilo Becher fala no vídeo abaixo como voltar ao ritmo de exercícios depois da folga e ainda diz quais exercícios você deve investir para liquidar as calorias extras. Assista: 


Se você vai começar agora, veja as 14 dicas dos especialistas para cumprir as suas promessas fitness: 

Lista:  10 dicas para você criar coragem e se exercitar quando não está com vontade

1. Inicie com um objetivo

"Comece sempre a ginástica com uma clara visão de onde quer chegar, pois fará sentido o esforço a ser realizado ao longo do percurso", orienta Cacá Ferreira, gerente técnico corporativo da Cia Athletica. 

Estabeleça metas que possa alcançar
Reprodução
Estabeleça metas que possa alcançar


O ideal é fugir de metas mirabolantes. Não queira perder 20 kg de uma vez. Coloque como objetivo perder, por exemplo, 2 kg. Aos poucos, é possível alcançar a meta maior. E para isso, é necessário planejamento. "Incluir a atividade física na agenda depende de um bom planejamento. Verifique com antecedência o horário do dia que você sabe que geralmente tem disponibilidade para se exercitar", diz Eduardo Netto, diretor técnico da rede de academia Bodytech. 

2. Escolha a atividade certa

"Antes de iniciar qualquer atividade, faça 3 perguntas: Gosto desta atividade? Preciso desta atividade? Consigo realizar essa atividade? Para você responder à primeira pergunta, relembre suas experiências esportivas ou atividades que despertam o desejo de praticá-las. Para a segunda, busque consultar um médico para realizar uma avaliação clínica detalhada e um avaliador físico para ver suas capacidades físicas. E para a última, peça apoio, se precisar, para ajudar na atividade escolhida. O mais importante é sentir-se melhor, pois aquilo que você gosta, tem vontade de repetir. Realizar uma atividade somente por obrigação é desestimulante", indica Ferreira.

via GIPHY


3. Siga seu compromisso

"Dizer que não tem tempo para praticar exercícios é desculpa. Defina prioridades: marque o horário do treino na agenda como se fosse um compromisso de trabalho", afirma Netto. 

Monte sua rotina de exercícios de acordo com seu dia a dia. "Existem programas para malhar 30 minutos, 3 vezes na semana e obter ótimos resultados, por exemplo. Estipule sua frequência semanal baseado sempre no objetivo a ser alcançado, sua atual condição física e sua disponibilidade de tempo.

Não é porque dizem que o ideal é malhar cinco vezes por semana que você vai desistir. Se na sua agenda só dá para encaixar o exercício duas vezes por semana, ótimo! Melhor assim, pois continuará ganhando saúde!", fala Ferreira. 

4. Crie um hábito e vá para academia até nos dias de preguiça

O começo pode não ser simples, mas não desanime. "Nas primeiras semanas você precisa se obrigar a cumprir um programa pré-estabelecido", ressalta o profissional da BodyTech. 

via GIPHY


E não deixe a preguiça se instalar. "Muitas vezes estamos sem vontade de fazer ginástica, criticamos o treino e o tempo que perdemos. Porém, procure compreender primeiro o que está acontecendo, pois muitas vezes estamos em um estado de humor negativo condicionado pelo local que estivemos (casa, trabalho, viagem, etc.). Tenho certeza que se exercitar será um momento positivo e depois de 20 minutos, o corpo libera substâncias que relaxam o seu corpo e transformam o seu humor para melhor", afirma Ferreira. 

"Quando bater aquela preguiça e falta de motivação, vá a academia nem que seja para conversar, trocar ideias e ver os amigos. O importante é que o horário do treino se torne um hábito", completa Netto. 

5. Mantenha o novo comportamento

"Siga a mesma rotina e treine no mesmo horário do dia – faça mudanças na agenda somente depois de três meses. Caso contrário, aumenta muito o risco de abandonar a rotina. Depois que o hábito estiver estabelecido, pode ter um pouco mais de flexibilidade na agenda", explica Netto. 

Leia também:  É mais fácil emagrecer no verão; veja como

6. Altere os treinos e a rotina de exercícios

Criar a rotina de horários não significa fazer sempre a mesma coisa na academia. "Seu organismo precisa de novos desafios e o mesmo acontece com sua mente. Experimente um estímulo diferente, busque praticar atividades diferentes, divertidas e desafiadoras", fala o especialista da BodyTech. 

via GIPHY


7. Experimente o Cross Training

"Esse tipo de atividade é uma combinação do treinamento aeróbico e com a força. Em vez de correr na esteira ininterruptamente por 30, 40 minutos, considere correr por apenas 15 minutos e, em seguida, realize exercícios de força na sala de musculação antes de voltar novamente para a esteira", sugere Netto. 

8. Boa companhia sempre é bem-vinda

"Sempre duas ou mais pessoas juntas conseguirão realizar mais atividade e por maior tempo do que elas fizerem a atividade separadamente. Por exemplo: às vezes você não gosta da atividade, sente desânimo, mas saber que seu amigo vai é um fator de motivação para malhar. Ou quando você estiver no limite físico e um colega de treino dá aquela força para aguentar até o fim e superar, é fundamental. Comece a praticar uma atividade física com amigos, os resultados serão mais expressivos e o tempo passará mais rápido", enumera o profissional da Cia Athletica.

Convide um amigo para fazer atividade física com você
iStock
Convide um amigo para fazer atividade física com você


9. Acerte na trilha sonora

Amigos podem virar motivação, e uma boa trilha também. "A música é um motivador fantástico e tem um efeito positivo no cérebro: faz com que suas emoções respondam favoravelmente ao exercício", explica Netto. 

via GIPHY


10. Durma mais cedo e acorde mais cedo

"Durma mais cedo e aproveite mais sua noite de sono. Consequentemente, conseguirá acordar mais cedo, se alimentar melhor e começar aos poucos a acrescentar uma rotina de exercícios físicos seja de manhã, na hora do almoço ou à noite", indica Netto. 

"O sono é muito importante para a saúde, mas vale o sacrifício de acordar 30 minutos antes do que você está acostumado para se exercitar", completa. 

11. Cuide também da alimentação

"Mantenha uma alimentação saudável: tenha na geladeira apenas alimentos nutritivos e evite comprar produtos que possam prejudicar sua dieta", diz o diretor da BodyTech.

Leia mais: Dez mitos sobre dietas

Clique na foto e veja uma lista com 18 opções de pratos lindos e leves
Arquivo


12. Valorize os benefícios dos exercícios

"A aquisição do hábito de praticar exercícios nos traz inúmeros benefícios: regulação do apetite, aumento da disposição, energia e, talvez, o maior benefício de todos, a garantia de dever cumprido", enumera Netto. Lembre-se disso e use esses benefícios como forma de motivação. 

13. Pense positivo

"Esteja preparado para possíveis barreiras e dificuldades. Tenha sempre um suporte para o caso de você falhar. Pode acontecer algo inesperado que altere os planos e desvia você de seus objetivos. Ter consciência disso lhe permitirá aceitar e se recuperar", fala Netto.

14. Comemore suas conquistas

"Nada melhor do que a sensação de ver os resultados. Comemore com as pessoas que o ajudaram a atingir suas conquistas. Será um momento mágico e um grande reforço para continuar fazendo atividade física. Além disso, procure refletir sobre o quanto foi importante a ginástica para seu fortalecimento físico, aprimoramento espiritual, relacionamento social e desenvolvimento mental", diz Ferreira.

via GIPHY


Agradecimento: Garota Fit

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.