Tamanho do texto

Repórter do Delas está entre os 260 corredores que encaram a partir de hoje o desafio de percorrer 600km

Às 5h foi dada a largada para a maratona de 600 quilômetros entre São Paulo e Rio de Janeiro
Fabio Guinalz
Às 5h foi dada a largada para a maratona de 600 quilômetros entre São Paulo e Rio de Janeiro

O desafio: correr o longo percurso que separa as capitais paulista e fluminense. A motivação: superar os limites impostos pelo corpo e chegar até o final da prova.

A largada da segunda edição da Corrida SP-RJ – o Desafio dos 600K , a maior corrida de revezamento das Américas, ocorreu hoje às cinco da manhã, em frente ao Obelisco do Parque Ibirapuera, em São Paulo.

A chegada acontece no sábado, na praia de Ipanema, no Rio de Janeiro. O percurso da prova, organizada pela Nike, tem a distância de 600 quilômetros, divididos em 77 trechos de diferentes metragens, a serem percorridos em equipes de 13 integrantes cada.

Ao longo dos três próximos dias, 260 atletas amadores enfrentarão asfalto, trilhas, praias, subidas e descidas, em demonstrações de força, determinação e superação de limites.

Os 600K

Inspirada na Hood to Coast Relay, famosa prova de 315km realizada anualmente no estado do Oregon, nos Estados Unidos, a 600K tem como objetivo reunir e promover o intercâmbio entre praticantes amadores de corrida, estimulando o espírito de equipe e a superação de limites.

Percurso
São 600 quilômetros divididos em três etapas: 167 no primeiro dia, 188 no segundo e 165 no terceiro. Para fechar a corrida, nos oito quilômetros finais ocorre a etapa Contra-Relógio – na qual 10 atletas correm por suas equipes e têm seus tempos e distâncias somadas, totalizando os 80 quilômetros que faltam para fechar 600 quilômetros de percurso.

Atletas amadores percorrerão belíssimos cenários ao longo da prova que impõe desafios à resistência dos corredores
Divulgação
Atletas amadores percorrerão belíssimos cenários ao longo da prova que impõe desafios à resistência dos corredores
As equipes
São ao todo 20 equipes – de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba, Porto Alegre e Belo Horizonte – com 13 integrantes cada e um treinador: 4any1, Athletics West, Butenas, Equipe Belo Horizonte, Equipe Brasília, Equipe Curitiba, Equipe Porto Alegre, Filhos do vento, Find your self, Limiar, Mulheres Nike, Marcio Puga, Nike+, Nike+ 2, Nikecorre, Núcleo Aventura, Run & Fun, Runner’s Club, Speed. A prova também terá uma equipe formada por jornalistas e fotógrafos corredores. Este ano, a repórter Yara Achôa representará o Delas na prova e enviará notícias da corrida.

Perfomance

Os atletas amadores convocados foram selecionados por um critério riígido de performance em provas de 10km: tiveram de comprovar aos organizadores do evento que eram capazes de fazer 10 quilômetros em 45 minutos (homens) e 50 minutos (mulheres).

A dor faz parte do dia a dia dos atletas na dura corrida: gelo e massagens são essenciais para seguir adiante
Divulgação
A dor faz parte do dia a dia dos atletas na dura corrida: gelo e massagens são essenciais para seguir adiante
Trechos difíceis
Os dois destaques da prova no quesito obstáculos de percurso são os trechos 23 e 31.

O primeiro, após a Praia de Boissucanga, início da serra, tem oito quilômetros com um longa subida. O segundo, na estrada do Rio Escuro, tem quase sete quilômetros entre asfalto e terra, também com subida íngreme.

Premiação

A corrida irá premiar os integrantes da equipe vencedora com um ano de fornecimento de material esportivo Nike. Todos os atletas cujas equipes completarem a prova independente da classificação receberão medalhas de participação – desde que não seja observada nenhuma irregularidade.

Trecho aberto
  Nesta segunda edição, a Nike abriu o trecho Maresias-Bertioga, no segundo dia do Desafio, para equipes (no mesmo formato das principais) que quiserem vivenciar parte da experiência dos 600K. A largada será amanhã (22/10), às cinco da manhã, na Praça de Eventos de Maresias e a chegada será no Hotel do Frade, em Angra dos Reis, já no Rio de Janeiro.

Os números

20 equipes
260 corredores
30 vans
26 motos
26 carros
2 ambulâncias
2 ônibus
2 caminhões
2 caminhonetes
1 helicóptero
20 coordenadores
200 pessoas de staff – entre motoristas, motociclistas, orientação, balizamento, produtores, montadores e auxiliares de prova

Os corredores passam três dias praticamente morando em uma van. Só param a noite, para dormir poucas horas em um hotel programado pela organização
Divulgação
Os corredores passam três dias praticamente morando em uma van. Só param a noite, para dormir poucas horas em um hotel programado pela organização
Alimentação

Nas vans que fazem o transporte das equipes, cada time monta sua própria lista, com alimentos para os três dias de revezamento. Confira alguns itens que fazem parte do cardápio para um grupo de 14 pessoas:
3 pacotes de pão de forma branco
3 pacotes de pão de forma intergral
2 pacotes de bisnaguinha
2 pacotes de pão sírio
2 caixas de barra de cereal
3 pacotes de banana passa
3 caixas de queijo processado
2 pacotes de maçã
2 dúzias de banana
5 litros de suco de laranja
5 litros de suco de uva
5 litros de suco de maçã
4 litros de refrigerante
3 latas de atum
1 pote de maionese
4 pacotes de bolacha de água e sal
4 caixas de chocolate
1 kg de castanha de caju
500 g de castanha-do-pará
60 latas de energético