Tamanho do texto

Enquanto cresce o número de corredores descalços, especialistas debatem vantagens e desvantagens da prática

Como os humanos corriam antes dos tênis?, questionou professor de Harvard que desenvolveu um estudo sobre os benefícios de correr descalço
Thinkstock/Getty Images
Como os humanos corriam antes dos tênis?, questionou professor de Harvard que desenvolveu um estudo sobre os benefícios de correr descalço
Mais do que um livro sobre corrida, Nascido para Correr, do jornalista norte-americano Christopher McDougall, tem entusiasmado muita gente a correr descalça.

O autor, fã do esporte, sofria com constantes problemas ao se exercitar. Quando procurou um grande especialista em lesões esportivas, ouviu o diagnóstico: “O corpo humano não foi projetado para esse tipo de exagero”.

Atrás de soluções, McDougall acabou em contato com a tribo dos Tarahumara, nos desfiladeiros mais isolados do México. Esses nativos correm longas distâncias descalços ou calçando apenas sandálias de couro sem nunca se lesionar.

Conheça: Os atletas que preferem correr descalços

Nessa mesma linha, um recente estudo da Universidade de Harvard, publicado pela conceituada revista científica Nature, sugere que correr descalço pode ser bom para os pés devido a forma como eles atingem o solo, bem diferente do modo como isso acontece quando se está usando calçado.

“Como os humanos corriam antes dos tênis?” foi a pergunta que motivou Daniel Lieberman, professor do Departamento de Biologia Evolutiva da universidade, a idealizar o estudo.

O trabalho, que levou três anos para ser concluído, recrutou nos Estados Unidos pessoas que corriam tanto descalças quanto usando tênis. Elas foram colocadas em uma pista interna e tiveram seus movimentos filmados. O mesmo foi feito na África.

Veja como o corpo enfrenta a corrida

A equipe de Lieberman observou o desempenho biomecânico dos corredores americanos e quenianos. Entre outros achados, os pesquisadores perceberam que, embora as pessoas corram de formas distintas, a maior parte dos que praticam a atividade descalços tem a tendência a tocar o chão primeiro com a parte central ou a frente do pé.

Esse movimento, segundo os especialistas, requer mais força na panturrilha e nos músculos dos pés, mas por outro lado oferece também “uma pisada mais suave, menos impactante”.

Já 75% dos corredores que usam tênis pisam no solo primeiro com os calcanhares. Esse movimento, dizem os pesquisadores, poderia ocasionar lesões.

Corredor americano enfrenta ultramaratona em terreno pedregoso usando
Yara Achôa
Corredor americano enfrenta ultramaratona em terreno pedregoso usando "luvas para os pés"

“Essa pesquisa foi interessante por um lado, mas por outro deixou muito a desejar. Foram avaliados apenas cinco grupos de atletas (cada um com 8 a 17 atletas). Além disso, somente analisaram com plataforma de força os estudantes americanos que usavam tênis. Ou seja: os grupos foram muito heterogêneos. E não levaram em consideração peso, raça, etc. Como podem comparar africanos com americanos?”, questiona o ortopedista Rogerio Teixeira Silva, especialista em medicina esportiva, de São Paulo.

“É precipitado tirar conclusões de trabalhos que não apresentam uma metodologia confiável para aplicabilidade prática na clínica médica”.

Diretor médico dos Corredores de Rua de Nova York, grupo que organiza a maratona da cidade, o ortopedista Lewis Maharam também recomenda cautela com a prática do correr descalço.

"Para 95% ou mais da população, correr descalço fatalmente terminará em uma visita ao meu consultório. Como indivíduos biomecanicamente perfeitos são raros, a grande maioria das pessoas necessita de algum tipo de calçado, seja ele de suporte ou para correção".

“Uma das poucas certezas que temos no esporte é de que absorção de impacto previne lesões. Se tivemos muita gente correndo descalço com certeza as lesões irão aumentar. Teremos principalmente fraturas por estresse dos metatarsos e tendinites do joelho. Teoricamente só deveria correr descalço quem tem a musculatura muito treinada para isso”, concorda Rogério Teixeira. Para o médico, as indicações são muito restritas e ele praticamente não indica isso em seu dia a dia.

Mais sobre corrida:

Eles correm descalços
Luvas para os pés
Alongamento antes da corrida não previne lesões
Tênis de corrida customizado pode não prevenir lesões

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.