Tamanho do texto

Estudo espanhol indica que níveis de hormônios do apetite podem influenciar no ganho de peso depois do regime

Balança: a culpa pelo ganho de peso pode estar no perfil genético
Getty Images
Balança: a culpa pelo ganho de peso pode estar no perfil genético
Dependendo de seu perfil genético, algumas pessoas em dieta podem ser mais propensas do que outras a voltar a ganhar os quilos eliminados ao longo do regime, segundo um novo estudo espanhol.

Uma combinação específica de hormônios relacionados ao apetite, como a leptina e a grelina, aparentemente predispõe alguns indivíduos a ganhar peso mesmo depois da dieta. A conclusão da pesquisa foi publicada pela autora do trabalho, a espanhola Ana Crujeiras, do Complexo Hospitalar Universitário de Santiago, na Espanha, na mais recente edição do periódico especializado Jornal Clínico de Endocrinologia e Metabolismo.

A conexão entre os hormônios do apetite e a perda de peso no longo prazo foi estabelecida a partir do trabalho feito com 104 mulheres e homens com sobrepeso ou obesos, todos participantes de um programa de dieta de baixas calorias, com duração de oito semanas.

Antes da dieta, durante o regime e cerca de quatro meses depois do programa, Crujeiras e sua equipe mediram o peso e os níveis de grelina, leptina e insulina no plasma sanguíneo dos participantes. Os que tinham níveis altos de leptina e níveis baixos grelina antes de iniciar a dieta foram mais propensos a readquirir os quilos perdidos depois de terminado o programa.

“Acreditamos que essa pesquisa pode ajudar profissionais de nutrição e endocrinologia a identificar quais pessoas precisam de programas de emagrecimento mais especializados, que possam garantir o sucesso em manter o corpo sem os quilos perdidos com a dieta” disse a cientista.

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.