Tamanho do texto

Pesquisa mostra que risco de sofrer do distúrbio do sono é 67% maior se um dos membros da família tiver o problema

Insônia pode estar ligado à herança genética ou comportamento familiar
Getty Images
Insônia pode estar ligado à herança genética ou comportamento familiar
O risco de sofrer de insônia é proporcionalmente maior de acordo com o número de familiares que apresentam o problema. Essa é a conclusão de um estudo realizado pela Escola de Psicologia da Universidade de Laval, do Canadá, e apresentado no 4º Congresso Mundial de Medicina do Sono, que terminou nesta quarta-feira (14), em Quebec.

O time de pesquisadores estudou 3.485 pessoas e descobriu que o risco de sofrer de insônia é 67% maior se uma pessoa da família também tem esse distúrbio do sono . O número cresce para 250% se dois familiares tiverem o problema e para 314% se três ou mais o tiverem.

No início, os participantes responderam uma pesquisa por telefone sobre a própria qualidade do sono e a de seus familiares. Nos 12 meses consecutivos, eles responderam a três questionários diferentes por email sobre o mesmo assunto.

As informações mostraram que 40% das pessoas estudadas faziam parte de uma família em que pelo menos um membro era insone. A maioria deles (76%) tinha apenas um familiar insone, 21% tinham dois e 3% tinham três familiares com o problema.

“Há provavelmente um fator genético por trás dessa agregação familiar observada”, disse Charles Morin, coordenador do estudo, no material de divulgação da Faculdade. “No entanto, nós não sabemos se o mecanismo é um processo psicológico que interfere no sono ou uma predisposição à ansiedade.”

Quando vemos um familiar reagindo intensamente a um episódio de insônia, podemos ter a mesma reação quando estivermos frente a esse problema. Esse tipo de comportamento pode transformar a insônia em um problema crônico, diz. O pesquisador afirma que, com base no estudo, fica nítida a importância do tratamento psicológico precoce, a fim de evitar que o distúrbio “contamine” outros membros da família.

Saiba também:
O poder das bebidas quentes para o sono
Pesquisa liga privação de sono a maior consumo de junk food
Menos sono com a idade

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.