Tamanho do texto

Fixar uma meta saudável e seguir nela é a receita do advogado Bruno Almeida, que perdeu 43kg em um ano com dieta e exercícios

Bruno Almeida: do manequim 56 para o 38, com dieta e exercícios
Arquivo pessoal
Bruno Almeida: do manequim 56 para o 38, com dieta e exercícios
Quem olha a foto de um ano e meio atrás do advogado Bruno Almeida, 36 anos, demora a acreditar que é a mesma pessoa. Naquela época, seu grande prazer era comer. E nenhuma preocupação o abatia quando ele se sentava à mesa para saborear hambúrgueres, pizzas e massas à vontade.

Siga o @igsaude no Twitter

“Para acompanhar toda essa comida, chegava a tomar cinco litros de refrigerante por dia”, conta. Somado a isso, mudanças profissionais o empurravam cada vez mais para o sedentarismo .

Até que o advogado chegou aos 120 kg, peso em excesso inclusive para seu 1,88 m de altura. Cansaço, falta de disposição para atividades simples e outros incômodos do dia a dia só foram levados em conta quando um alerta vermelho estético acendeu.

“Fui vestir um terno para uma audiência e a calça não fechou. Foi um sufoco!”

A ficha caiu e Bruno resolveu mudar. Uma das primeiras atitudes, além de reduzir o tamanho do prato, foi introduzir alimentos integrais à dieta .

“Recebi total apoio da minha mulher, o que facilitou o processo. O cardápio foi sendo alterado aos poucos e hoje quase não como produtos à base de farinha branca”, revela.

Leia também: Dieta rica em fibras pode prolongar a vida

Ao mesmo tempo em que se reeducava à mesa, o advogado investiu nas atividades físicas. Matriculou-se em uma academia e inicialmente optou pela bicicleta. “Na verdade era a única atividade que conseguia fazer na época”, lembra.

Para sair do sedentarismo:
Programa de dieta saudável
Programa de exercícios na medida

À medida que o ponteiro da balança baixava, a disposição de Bruno aumentava. E ele foi incluindo outras atividades na rotina, como o jiu-jitsu. “A luta ajudou muito a melhorar meu fôlego, queimar calorias e trabalhar os músculos, sem aquela coisa repetitiva da musculação”.

Em uma aula de spinning, Bruno conheceu um grupo de corrida de aventura e foi convidado a participar de um passeio com a turma. “Tinha uma bicicleta bem básica, que estava encostada fazia tempo, mas topei”, conta. Gostou tanto que passou também a praticar bike outdoor, inclusive percorrendo trilhas. Entusiasmado, ainda introduziu a corrida à grade de exercícios.

Leia também: 10 lições dos esportes de aventura

Em um ano, Bruno passou do manequim 56 para o 38, chegou aos 77 kg e definiu os músculos. “Depois que você começa a emagrecer, parece que fica viciado em perder peso. Lembro que em uma época me pesava todos os dias. Se não via alteração na balança, no dia seguinte achava que precisava me esforçar mais. Mas percebi que emagrecer também deve ter um limite. Encontrei minha medida confortável e saudável e me mantenho nela”, diz.

Com o esporte Bruno também descobriu uma veia competitiva. “Já fiz várias provas de 10km, algumas meias maratonas e estou indo para minha segunda maratona, sempre procurando melhorar meus tempos”.

Quando bate preguiça na hora de ir treinar, Bruno logo reage. “Lembro do quanto já sofri com a obesidade e a vontade reaparece”. Além das mudanças práticas – dieta e exercícios –, ele acredita em mudanças de atitude para um emagrecimento eficaz.

“As pessoas têm que parar de reclamar, de dar desculpas e simplesmente fazer. Força de vontade, disciplina, foco e prazer naquilo que você faz transformam sua vida”, ensina.



Leia outras histórias de sucesso:
"Perdi 20kg sem cirurgia ou remédio e virei personal trainer"
Ela emagreceu 50kg em um ano
Com a dieta dos pontos, ela perdeu 30kg e hoje usa calça 38

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.