Tamanho do texto

Cochilar pode ajudar a manter a pressão arterial controlada, diz estudo

Soneca: apenas 45 minutos por dia podem ajudar a reduzir o estresse
Getty Images
Soneca: apenas 45 minutos por dia podem ajudar a reduzir o estresse
Um cochilo diurno de pelo menos 45 minutos pode ajudar as pessoas estressadas, reduzir a pressão arterial e protege o coração, sugere um novo estudo.

Conheça tudo sobre a hipertensão na Enciclopédia da Saúde

A constatação vem da pesquisa que envolveu 85 estudantes universitários saudáveis, divididos em dois grupos. Um grupo teve um período de uma hora durante o dia para dormir, e os outros não tinham tempo algum para fazer isso durante o dia. Ambos receberam um teste de estresse mental.

Faça o teste: Qual seu estilo de sono?

A pressão arterial e pulsação foram aumentadas nos dois grupos de alunos quando eles fizeram o teste de estresse, mas a média da pressão arterial de quem dormiu durante pelo menos 45 minutos foi significativamente menor após o teste de estresse do que para aqueles que não dormiram.

"Nossos resultados sugerem que o sono diurno podem oferecer benefícios cardiovasculares, acelerando a recuperação cardiovascular após estressores mentais", escreveram os pesquisadores, Ryan Brindle e Sarah Conklin de Faculdade Allegheny, em Meadville, na Pensilvânia (EUA).

"Mais pesquisas são necessárias para explorar o mecanismo pelo qual o sono diurno está relacionado com a saúde cardiovascular e para avaliar o sono durante o dia, como prática de recuperação e proteção, especialmente para indivíduos com risco de doença cardiovascular conhecida e com qualidade do sono ruim", acrescentaram eles.

Pegou no sono em plena aula? Veja o que fazer!

O estudo foi publicado no International Journal of Behavioral Medicine. Em média, os americanos vêm tendo quase duas horas a menos de sono do que tinham 50 anos atrás, o que poderia afetar a saúde a longo prazo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.