Pobre em calorias, ela ainda ajuda na formação do colágeno

Gelatina: poucas calorias e zero de gordura
Getty Images/Photodisc
Gelatina: poucas calorias e zero de gordura
Quando o assunto é sobremesa, muita gente logo torce o nariz e afirma que está de dieta – afinal, essa etapa da refeição geralmente lembra doce e muitas, muitas calorias. Mas nem sempre precisa ser assim.

Versátil e saborosa, a gelatina é uma excelente opção para adoçar o cardápio sem colocar o regime em risco. E não é só isso: ela também favorece a síntese de colágeno, substância que protege ossos e articulações e dá mais firmeza à pele. Saiba mais sobre esse alimento.

Sobremesa x suplemento

Antes de tudo, é bom esclarecer que há diferenças entre a gelatina encontrada em loja de suplementos e aquela disponível no supermercado. “O suplemento alimentar, em pó ou no formato de cápsula, apresenta o colágeno em sua forma pura. Já a gelatina de caixinha, usada como sobremesa, tem uma concentração bem menor desse composto”, explica a nutricionista Renata Schwartz, da clínica Nutriskin, de Porto Alegre (RS).

Amiga da balança

Apesar de fornecer menos colágeno para o organismo, a gelatina do supermercado ainda merece papel de destaque na alimentação. “Pouco calórica e livre de gorduras, ela é uma boa opção de sobremesa, especialmente para quem deseja perder peso. Só deve ser evitada por pessoas que têm intolerância a corantes, já que é rica nessas substâncias”, ressalta Ana Cristina Teixeira, nutricionista do Equilibra Centro de Nutrição, do Rio de Janeiro (RJ).

Já que o assunto é emagrecimento, uma boa estratégia para reduzir a quantidade de comida colocada no prato é ingerir a gelatina antes das grandes refeições ou em lanches intermediários. “Como ela tem o poder de se ligar à água, proporciona sensação de saciedade. Assim, reduz o apetite”, esclarece Renata.

Boa para a saúde e para a beleza

A gelatina tem aminoácidos que estimulam a renovação de colágeno, responsável por manter ossos, articulações, tendões e cartilagens saudáveis. Aliado a um programa regular de exercícios, o colágeno tende a estimular a formação de massa magra, deixando o corpo mais durinho.

Elasticidade na pele e força para cabelos e unhas são outras vantagens mencionadas pelas especialistas em relação ao consumo de gelatina e à síntese de colágeno. Mas, para extrair esses benefícios do alimento, atenção: deve-se consumir, diariamente, 10g de gelatina em pó (1 colher de sopa) ou cerca de 250g da forma preparada (2 potes de sobremesa).

“É importante aliar a gelatina a uma boa dieta, na qual devem aparecer verduras, legumes, carnes, carboidratos integrais e laticínios magros. Praticar atividades físicas também é essencial”, finaliza a nutricionista carioca, lembrando que a gelatina é boa, sim, mas não faz milagres.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.