Tamanho do texto

Especialistas consideram baixa a remuneração aos médicos para procedimentos cirúrgicos feitos pelo SUS

selo

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular (SBCCV) quer a intermediação do Ministério da Saúde para solucionar uma crise em alguns Estados – por causa da baixa remuneração, as cirurgias estão suspensas em Goiás e o mesmo pode ocorrer na Bahia e no Rio de Janeiro.

O ministro José Gomes Temporão diz que soube das reclamações em relação aos valores pagos pelo Sistema Único da Saúde (SUS) por meio da imprensa.

Uma equipe de seis profissionais ganha R$ 940 do SUS por cirurgia, enquanto alguns planos de saúde pagam até R$ 13,5 mil. Estados e municípios deveriam complementar o valor, mas não é isso o que tem acontecido. Segundo Temporão, os números apresentados são “parte da verdade”.

“É meio caricatural dizer que o médico receberia pouco mais de R$ 100 para fazer o procedimento”, acentuou.

“Existem remunerações muito diferenciadas, de acordo com os procedimentos.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.