Tamanho do texto

Anúncio é feito um dia depois de juiz da Virgínia declarar inconstitucional parte importante da legislação promovida por Obama

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos disse nesta terça-feira que pretende recorrer da decisão de um juiz do Estado da Virgínia que declarou inconstitucional parte importante da reforma da saúde promovida pelo presidente Barack Obama .

A porta-voz do Departamento de Justiça, Tracy Schmaler, disse que o processo na Virgínia é apenas um em uma série de casos em relação à reforma que estão em cortes em todo o país, incluindo quatro no qual as objeções fracassaram.

"O processo na Virgínia se baseia no estatuto do Estado que não é aplicável a todo o país", disse em comunicado.

"O Departamento acredita que esse caso deve seguir o curso habitual de permitir que as cortes de apelações o examinem primeiro, então, as questões e os argumentos possam ser desenvolvidos completamente antes que a Suprema Corte decida se irá considerá-lo."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.