Tamanho do texto

Justiça entendeu que o resultado do transplante não poderia ter sido previsto pela equipe médica

Um importante hospital de transplantes, o Centro Médico Langone da Universidade de Nova York (NYU), foi absolvido da morte de um homem que desenvolveu câncer após receber um rim de uma mulher que não sabia que tinha câncer de útero .

O paciente, Vincent Liew, terminou por morrer em 2002, e sua família moveu ação contra o hospital por erro médico. O advogado do hospital defendeu que o caso era raro e que o resultado do transplante não poderia ter sido previsto pela equipe médica. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.