Tamanho do texto

Lugo, que luta contra um câncer linfático, mas continua no cargo apesar da doença, vem realizando reuniões em sua residência

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, continuará restringindo atividades até terça-feira devido a uma baixa no seu sistema imunológico em consequência da quimioterapia à qual foi submetido para combater um câncer, informou nesta segunda-feira o governo.

Lugo, que luta contra um câncer linfático, mas continua no cargo apesar da doença, vem realizando reuniões na residência presidencial desde quinta-feira, quando foi submetido a exames após sentir um mal-estar.

Há oito dias, o presidente, 59 anos, realizou a quinta de seis sessões de quimioterapia indicadas para combater o câncer e entrou em um período no qual o seu sistema imunológico sofre uma baixa e deve limitar o seu contato com o público para minimizar o risco de infecção.

"São as restrições para o presidente da República. Na sexta-feira se iniciou o período de baixas defesas que é de uns quatro dias, mas ele continua realizando reuniões na residência presidencial", disse o porta-voz da Presidência, Rubén Penayo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.