Tamanho do texto

Tratamento será feito em voluntários homossexuais sem o vírus, e será tomado antes de depois da relação sexual

Cientistas franceses estão experimentando um tratamento para prevenir uma eventual contaminação pelo vírus HIV, o causador da aids em homens homossexuais soronegativos, anunciou nesta quarta-feira (4) em Paris o coordenador do estudo, Jean-Michel Molina.

Leia: Mitos e verdades da aids

O tratamento médico deve ser tomado antes e depois das relações sexuais, segundo o cientistas, que destacou que "é preciso fazer tudo para diminuir o número de novas contaminações por HIV nas populações mais expostas".

O primeiro teste de prevenção com medicamentos ou "profilaxia pré-exposição" (PrEP) ao HIV" para os homens homossexuais soronegativos residentes na França, iniciado pela Agência Nacional de Pesquisas sobre a Aids (ANRS), reunirá 300 voluntários.

Metade receberá um placebo e outra metade um antirretroviral oral, o Truvada, que combina dois produtos (Tenofovir + FTC): dois comprimidos antes e durante o período de atividade sexual (o fim de semana, por exemplo), e um comprimido depois.

Siga o iG Saúde no Twitter

O experimento ANRS Ipergay acontecerá em três áreas: primeiro Paris e Lyon, no centro da França, e depois em Montreal, no Canadá.Se a primeira etapa for considerada um sucesso, uma segunda fase terá 1.900 participantes (incluindo os 300 primeiros).

Siga lendo:
Cresce o contágio da aids entre jovens gays e idosos
Aids mata 33 pessoas por dia no Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.