Tamanho do texto

O básico que você precisa saber para chegar à terceira idade com a dentição completa

Dentes saudáveis: boa higiene garante uma boca saudável na terceira idade
Getty Images
Dentes saudáveis: boa higiene garante uma boca saudável na terceira idade
Não é apenas para evitar problemas dentários, como as cáries, que a higiene bucal diária é importante. Cuidar bem de dentes e gengivas também colabora para a nossa saúde como um todo, já que a boca pode agir como porta de entrada para uma série de outros males.

Vícios como o tabagismo e hábitos como a ingestão de grandes quantidades de café também favorecem o aparecimento de doenças bucais. Por isso, é preciso ficar atento a possíveis riscos para os dentes e para a boca em geral. Confira sete lembretes fundamentais para uma boa saúde bucal:

Bebês não precisam de açúcar
Deve-se evitar dar às crianças alimentos açucarados, pelo menos até os 2 anos de idade. Como os pequenos ainda não conhecem o sabor do açúcar, a tarefa dos pais é menos árdua: o bebê ainda está se familiarizando com os gostos dos alimentos e, por isso, não estranhará a falta desse ingrediente. Sem a presença dos doces na dieta, fica mais fácil prevenir não só a cárie dentária, mas também a obesidade infantil. É importante lembrar que os cuidados com a boca devem começar antes mesmo do nascimento dos primeiros dentes.

Adultos não devem dividir os talheres com as crianças
Pais e cuidadores não devem dividir os talheres com as crianças no momento das refeições: como a cárie é uma doença transmissível, as bactérias presentes na boca dos adultos podem contaminar a cavidade bucal das crianças.

Leia: Como cuidar dos dentes do meu bebê?

Modere o consumo de café
O hábito de beber café pode causar manchas na superfície dos dentes. Quando a bebida é ingerida entre as refeições e associada ao açúcar, acaba também por potencializar o aparecimento de lesões de cárie.

Refrigerantes de cola podem causar problemas sim
O uso contínuo de bebidas ácidas, como refrigerantes do tipo cola, pode provocar erosão ácida da superfície dos dentes. Além disso, por conterem grande quantidade de açúcar, essas bebidas também contribuem para um maior risco de cárie.

Leia: Refrigerantes são um problema para os dentes

Para evitar doenças, aposte numa boa escovação
Uma boa higiene bucal, feita de duas a três vezes ao dia, previamente orientada por um cirurgião dentista, é essencial na prevenção de doenças como a cárie, a gengivite e a periodontite. A escovação remove a placa bacteriana formada sobre os dentes, constituída basicamente por restos alimentares, bactérias e saliva. Quando não devidamente removida, a placa pode causar desmineralização do esmalte dentário, lesões de cárie e gengivite.

Use a própria escova de dentes ou uma escova apropriada para higienizar a língua é essencial na prevenção do mau hálito. Prefira escovas macias e execute movimentos suaves: o hábito de escovar os dentes de forma vigorosa pode provocar abrasões nas estruturas dentárias e recessão gengival, uma condição que expõe as raízes dos dentes, deixando-os mais sensíveis. De preferência à noite, o uso do fio dental uma vez ao dia também é fundamental para a correta limpeza da região entre os dentes.

Use os dentes para mastigar alimentos, e só!
A onicofagia, nome técnico para o hábito de roer unhas, pode causar desgastes, fissuras e até mesmo fraturas dentárias. Além disso, pode causar dores e disfunções na articulação temporomandibular e nos músculos da face, além de cefaleias. Ações como morder pontas de lápis ou de canetas, abrir embalagens com os dentes, mascar chiclete e bruxismo (apertamento ou ranger de dentes) também podem causar os mesmos problemas. Por isso, lembre-se: os dentes servem para mastigar alimentos, e não outros objetos. Em relação ao bruxismo, o cirurgião-dentista pode auxiliar o paciente com ajustes na oclusão e com o uso placas miorrelaxantes.

Cigarro é pior do que você imagina
Fumar é um hábito extremamente prejudicial também quando se fala de saúde bucal. O cigarro pode causar manchas na superfície dentária e mau hálito, além de favorecer a periodontite, provocando perda dos tecidos de suporte da estrutura dentária e podendo levar à perda dos dentes. A periodontite aumenta o risco de doenças cardiovasculares, como o infarto, e é também associada com o diabetes, por comprometer o controle metabólico do corpo. O tabagismo pode, ainda, causar câncer de boca, principalmente quando associado a bebidas alcoólicas. Leia: Pare de fumar hoje

10 passos para uma boa higiene bucal

1. Limpe os dentes diariamente, usando uma escova de tamanho adequado e com cerdas macias, além de fio dental. Esse processo deve ser feito após cada refeição e também antes de dormir

2. Higienize a língua, varrendo a sujeira da parte mais interna atá a ponta. Para isso, use a própria escova de dentes ou um limpador de língua apropriado

3. Mantenha uma alimentação saudável, evitando o consumo exagerado de açúcar, principalmente entre as refeições

4. Aposte no flúor para proteger os dentes das cáries. Ele ser encontrado nas pastas de dente e na água dos municípios que adicionam o elemento nas estações de tratamento. A utilização de outro tipo de flúor deve ser discutida com o dentista

5. Não se esqueça de escovar adequadamente os dentes da parte de trás da boca, área em que comumente há um acúmulo de restos de alimentos, o que propicia a circulação de bactérias

6. Quem usa aparelho ortodôntico deve se preocupar ainda mais com a limpeza dos dentes e da gengiva e com o uso do flúor, pois o aparelho retém muito os restos de alimentos

7. Dentaduras e outras próteses devem estar bem adaptadas, sem machucar, e precisam ser limpas diariamente, já que a placa bacteriana também acumula sobre as próteses

8. Preste atenção ao próprio hálito. A ocorrência de um cheiro desagradável emanando da boca tem como principal causa a falta de uma limpeza adequada da língua

9. Beba bastante água durante o dia

10. Vá ao dentista regularmente

Fontes: Prof. Dr. Marcel Fasolo de Paris, professor Adjunto da Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Conselho Federal de Odontologia

Siga lendo notícias sobre saúde

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.