Tamanho do texto

Regime foi condenado por especialistas, mas nos EUA já virou febre entre noivas que desejam perder peso rápido antes do casamento

Apesar das críticas e das advertências dos especialistas, uma polêmica dieta , que promete a perda de dez quilos em dez dias por meio "da alimentação pelo nariz", se transformou em uma verdadeira febre entre as noivas americanas nos dias prévios ao casamento.

Leia: Caem os mitos da dieta

Conhecida como KE (Ketogenic Enteral), a dieta é promovida há menos de um ano pelo médico Oliver Di Pietro, que afirma que seus pacientes "não passam fome porque a provisão de alimento é constante" (800 calorias ao dia). Segundo Pietro, os pacientes perdem "cerca de 10% do peso em apenas dez dias".

A dieta consiste em introduzir no organismo, através de uma sonda nasogástrica que o paciente é obrigado a usar 24 horas por dia durante todo o tratamento, uma solução de aminoácidos, vitaminas e minerais "muito parecida com a que é oferecida nos hospitais para quem não pode comer".

O tratamento, que custa aproximadamente US$ 1,5 mil, está fazendo muito sucesso entre as noivas que não se incomodam em passar dez dias com um tubo no nariz para de perder peso antes do casamento.

"Entre as namoradas e entre todos os tipos de mulheres. E isso é normal. Que mulher não quer perder 9 quilos em dez dias?", indaga entre risos a porta-voz do médico Oliver Di Pietro, que ressaltou que muitos homens também recorrem ao tratamento por questões estéticas.

"O doutor tem um paciente italiano que já fez a dieta duas vezes. Esse mesmo paciente voltou a clinica para contar que havia encontrado uma nova namorada e que estava muito contente pela perda de peso", explicou.

A dieta, que virou uma verdadeira febre desde que o jornal "The New York Times" publicou um artigo detalhando seu funcionamento na última semana – também vem gerando muitas críticas e preocupações nos especialistas.

"Sacrificar a saúde, a ética médica e a alegria pré-nupcial pela perda rápida de peso? Não, acredito que não seja uma boa ideia", resumiu o diretor do Centro de Pesquisa Preventiva da Universidade de Yale, David Katz, ao ser perguntado sobre o método.

Segundo Katz, essa dieta viola a ética profissional e supõe um perigo para o fígado, os rins e para estrutura óssea do paciente.

"O lamentável é que essa suposta dieta transforme um tratamento médico em uma indulgência fácil à vaidade impulsionada pelo capricho", aponta o doutor em uma coluna divulgada pelo jornal "Huffington Post".

Na sua opinião, "essa 'dieta' abre um novo mundo de ideias surpreendentemente más", como ajudar a perder peso recomendando o vômito forçado, aplicando quimioterapia para provocar vômitos, anestesiando e até induzindo ao estado de coma.

"Basicamente, essa medida apoia a ideia que qualquer meio é bom para perder peso. Sendo assim, por que não passam dez dias pré-nupciais a base de cocaína? Funcionará tão bem ou melhor e ainda será mais divertido que uma sonda nasogástrica", ironiza Katz.

"Este método é novo nos Estados Unidos, mas já está sendo aplicado há oito anos na Europa", assegura a porta-voz de Di Pietro, que acrescentou: "Que pode ser mais seguro do que a dieta que é usada todos os dias para salvar doentes em todo mundo?"

Quer emagrecer com saúde? Siga os nossos programas de dieta

Casado com uma mulher italiana e de origem italiana, Di Pietro soube deste sistema durante uma viagem a Roma e, por isso, decidiu exportá-lo. Nos últimos dias, a avalanche de novos clientes e de chamadas na imprensa está sendo tão grande que nos últimos dias Di Pietro decidiu designar uma porta-voz como sua interlocutora. A ideia e não aparecer mais na mídia até a próxima semana, quando dará uma entrevista à "CNN".

O próprio Di Pietro, com antecedentes de obesidade em sua família, chegou a realizar sua dieta em várias ocasiões.

"Trata-se de um impulso inicial, que, com uns resultados tão drásticos, elevam a moral e nos encorajam a seguir atentos", explicou.

"Depois o doutor recomenda uma nova dieta, geralmente com carboidratos, que ajuda o paciente a seguir perdendo peso".

Di Pietro, que afirma ter 25 anos de experiência como doutor, assegura submeter todos os seus pacientes a um exame médico e psicológico prévio. Durante o tratamento, ele ainda realiza três visitas para acompanhar o paciente e a evolução da dieta.

Conheça algumas dietas saudáveis:
A dieta da saciedade
A dieta dos países magros
Dieta anticâncer

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.