Tamanho do texto

Exposição prologada ao sol deixa homem com um lado do rosto mais envelhecido do que o outro

Lado esquerdo ficou mais envelhecido por causa da exposição ao sol
The New England Journal of Medicine
Lado esquerdo ficou mais envelhecido por causa da exposição ao sol

O motorista de caminhão da foto tem 69 anos, mas dependendo de que lado da face você estiver olhando, vai parecer muito mais.

Por causa da profissão que exerce há 28 anos, que o deixa frequentemente exposto ao sol em apenas um lado do rosto, o esquerdo,  ele desenvolveu uma síndrome chamada Favre–Racouchot. Os sintomas são rugas profundas, cravos ao redor dos olhos e falta de elasticidade na pele.

Siga o iG Saúde no Twitter

A relação entre o sol e o envelhecimento precoce já é bem definida pela ciência há anos. Mas a imagem choca ao revelar isso de forma tão explícita e incontestável.

O caso foi descrito em uma das publicações mais conceituadas de medicina, o The New England Journal of Medicine.

“A exposição crônica aos raios solares pode resultar em um espessamento da pele, assim como a destruição das fibras elásticas. O efeito fotoenvelhecedor dos raios UVA também induz a mutações no DNA e câncer de pele”, diz o periódico. O paciente vai passar por acompanhamentos frequentes da região afetada.

Leia também:

Os 7 erros do protetor solar

Alimentos que protegem a pele dos danos do sol 

Filtro solar: ele protege mesmo! 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.